Geral

Secretário de Aviação Civil defende rever acordo que limita voos para Argentina

O secretário Nacional de Aviação Civil, do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, defendeu, neste domingo, a revisão do acordo bilateral entre Brasil e Argentina que limita a quantidade de voos entre os dois países, informou a Agência Brasil.

A declaração foi dada pelo secretário durante o Encontro de Líderes do 1º Fórum Internacional de Investimentos em Turismo, em Foz do Iguaçu (PR).

Segundo a agência, o secretário disse que o acordo, de 1948, está ultrapassado. A quantidade de voos entre os dois países está limitada a 133 frequências semanais mistas e outras sete exclusivamente cargueiras.

Para Glanzmann, esse limite está saturado e há a necessidade de ser revisto, para a realização de operações não regulares, com base na reciprocidade entre os dois países. A intenção é estimular o turismo.

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?