Saúde é o que interessa

Saúde é o que interessa

As mudanças nos hábitos de consumo fazem com que marcas consagradas busquem alternativas mais saudáveis para continuarem relevantes nas gôndolas dos supermercados. Isso é o que aponta o relatório Eat, Drink & Be Healthy, elaborado pela Kantar Worldpanel, que analisa oito mercados globais – Brasil, China, Espanha, Estados Unidos, França, México, Portugal e Reino Unido. De acordo com o levantamento, o lanche saudável está em alta, mesmo com as pessoas se alimentando cada vez menos em casa. A fruta fresca, por exemplo, aumentou sua presença na mesa dos consumidores, enquanto que o café da manhã segue como a principal refeição feita nos lares mundialmente. No Brasil, o pão é o tipo de petisco preferido para 30% das pessoas no meio das tardes, diferentemente de países como China, Espanha, México e Reino Unido, onde as frutas já são privilegiadas, o que confirma que a procura por produtos saudáveis é uma tendência sem volta no mundo.

(Nota publicada na Edição 1111 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Transição Verde

A Comissão Europeia anunciou que investirá mais de R$ 60 bilhões nos próximos anos para reduzir as emissões de carbono e incentivar a [...]

Brasil pode ter mais emissões na pandemia

Com a pandemia gerada pela Covid-19 e consequentemente a recessão global, as emissões de gases de efeito estufa deverão recuar [...]

Tintos, brancos e rosés mais verdes

Vinhos da região do Alentejo, em Portugal, estão se destacando dos demais por um “selo” de produção sustentável. O Programa [...]

Parques para todas e todos

Uma parceria entre o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (Unops) e o Instituto Semeia e foi apoiado pela ONU [...]

Cápsulas de café em alumínio reciclado

A Nespresso, marca pioneira no mercado de cafés porcionados, anuncia que suas cápsulas serão produzidas com 80% de alumínio reciclado e [...]
Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.