Economia

Santander/Rial: temos pouco espaço no orçamento para uma 2ª onda de covid-19

Crédito: Arquivo / IstoÉ Dinheiro

O executivo criticou a postura de pessoas que não respeitam a obrigatoriedade do uso de máscara em locais públicos (Crédito: Arquivo / IstoÉ Dinheiro)

O presidente do Santander Brasil, Sergio Rial, se mostrou preocupado com as consequências de uma segunda onda de covid-19 no País e criticou a postura de pessoas que não respeitam a obrigatoriedade do uso de máscara em locais públicos.

“Não dá para estar todo mundo num bar e não achar que não vai disseminar o vírus”, disse durante live promovida pela Empiricus. Lembrando que o Santander foi uma das primeiras instituições a promover o retorno de parte de seus funcionários ao escritório, Rial ressaltou que o cuidado remete à necessidade de se evitar que uma segunda onda promova necessidades que o País não tem capacidade financeira de suportar.

+ Santander Brasil inicia estudos para dar vida própria à Getnet
+ Banco Santander planeja cortar 4 mil empregos na Espanha

“Temos pouco espaço no orçamento para uma segunda onda”, afirmou. Ele lembrou ainda que mesmo que haja a vacina, haverá um espaço de tempo até que haja imunização da população. Rial apontou também para os desafios da logística de transportar e armazenar uma vacina que, em alguns casos, exige temperaturas bastante baixas.

“Mesmo que haja vacina, há um desafio logístico enorme, especialmente com a necessidade de refrigeração”, disse. Rial afirmou ainda que “não dá para se ter repiques de covid-19 em 2021 com a economia debilitada”.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel