Edição nº 1147 18.11 Ver ediçõs anteriores

Salvem os memes!

Salvem os memes!

O Parlamento Europeu aprovou na terça-feira 26 a nova diretriz da legislação de direitos autorais na União Europeia (UE). Trata-se de um conjunto de normas que busca proteger os direitos e a renda da produção de escritores e artistas. Mas isso acende um sinal amarelo em relação à censura na internet. O polêmico artigo 17 (antigo artigo 13) torna as plataformas – como Instagram, Twitter e Youtube – responsáveis legalmente pelo conteúdo publicado por usuários. Ou seja, as empresas devem passar a adotar mecanismos de controle feitos por robôs para tirar do ar conteúdos suspeitos e evitar potenciais processos judiciais. Como os algoritmos não sabem reconhecer a natureza da utilização das obras, até os memes correm o risco de serem vetados.

“Essas companhias serão obrigadas a criar sistemas onerosos e muitas vezes tendenciosos para analisar e filtrar automaticamente possíveis violações de direitos autorais”, afirmou Maria Sefidari Huici, presidente da Wikimidia Foundation, em uma das dezenas de depoimentos publicados no site saveYourInternet, que reúne especialistas e ativistas para discutir a legislação. Embora as novas regras entrem em vigor somente na Europa, podem afetar outros países devido à natureza global das plataformas, além de incentivarem mais governos a seguir pelo mesmo caminho. No Brasil, o tema gera preocupação. Alguns dos youtubers mais populares se posicionaram contra a mudança. “É quase impossível fazer só vídeos com conteúdos originais”, diz Felipe Castanhari, cujo canal tem 12 milhões de inscritos. A norma ainda não está valendo, pois precisa ser implementada pelos 28 países-membros da UE, que têm o prazo de dois anos para isso.

(Nota publicada na Edição 1114 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Apple e Goldman Sachs investigados por suposta discriminação à mulher

Veja bem o que você vai postar, porque o assunto pode atrair a atenção da justiça. Pelo menos é o que aconteceu com o empresário e [...]

Globo dá um sacode

A Globo, maior grupo de mídia eletrônica do Brasil, anunciou dia 8 um processo de reestruturação que vai fundir em uma só empresa a TV Globo, os canais pagos da Globosat, a plataforma Globoplay, a Globo.Com e a Som Livre. A ideia, chamada Uma Só Globo, é não ficar para trás num mundo povoado por […]

Bye bye, restaurante

Nos próximos 10 anos, a tecnologia estará tão presente nos serviços de alimentação que a imagem de um restaurante tradicional vai ser coisa de parque temático. É o que se depreende da leitura do relatório Restaurant Industry 2030, da Associação Nacional dos Restaurantes americana. Na verdade isso já está acontecendo, dado o crescimento dos restaurantes […]

O fim dos influenciadores digitais?

A julgar pelas conclusões que o portal MediaPost tirou da recente pesquisa da consultoria Kantar sobre hábitos de consumo, os influenciadores digitais vão ficar a ver navios. Ou pelo menos não vão ter mais aquela audiência monumental. Em sua página Marketing Daily, o portal argumenta que a Geração Z, dos nascidos entre meados dos anos […]

Brasil mal no ranking de skills

(Nota publicada na Edição 1147 da Revista Dinheiro)
Ver mais