Giro

Salvador cancela festa de réveillon por mais casos na Europa e variante ômicron

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), anunciou nesta segunda-feira, 29, que não haverá festa de réveillon neste ano na capital da Bahia. O cancelamento se deve, segundo o chefe do Executivo, ao recente aumento no número de casos de covid-19 na Europa e à variante Ômicron, descoberta recentemente na África do Sul. Ambos os eventos têm trazido preocupação ao Brasil.



“Diante da chegada de uma nova variante do coronavírus e do aumento de casos na Europa, estou tomando a decisão de cancelar o Virada Salvador desse ano”, escreveu Bruno Reis nas redes sociais. O prefeito reforçou a importância do evento para economia da cidade, mas disse que a Salvador segue “colocando a vida das pessoas em primeiro lugar”.

“Os números de óbitos e de internações só fazem cair em nossa cidade, só que, em um cenário deste, de incertezas, de dúvidas, não há como realizar o festival da virada este ano, um evento para mais de 250 mil pessoas”, afirmou Reis em pronunciamento durante a manhã. “Estamos a exatamente um mês do início da festa, e chegamos ao limite de (tomar) esta decisão.”

A alta de casos que forma a quarta onda de covid-19 na Europa, somada à descoberta da Ômicron, tem levantado dúvidas sobre o futuro da situação brasileira na pandemia. Pesquisadores ouvidos pelo Estadão afirmam que é difícil prever os rumos da pandemia no País, mas não descartam o risco de uma nova alta nos registros, sobretudo diante do relaxamento de medidas de proteção. Com o avanço da vacinação, porém, a expectativa é de haver menos internações e mortes.

Nesta segunda, a Organização Mundial da Saúde (OMS) enviou documento aos governos alertando que o risco global da variante Ômicron é “muito alto”. Destacou, porém, que há poucas evidências substanciais sobre a variante de preocupação.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Enquanto pesquisadores ainda tentam entender as características da nova cepa, medidas de controle, como restrição da entrada de estrangeiros, têm sido adotadas em países da Europa e de outros continentes.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou na última sexta-feira, 26, a adoção de medidas restritivas de caráter temporário em relação aos voos e viajantes procedentes da África do Sul, Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue em decorrência da nova variante.

Neste domingo, 28, a agência informou ter identificado um caso positivo de covid-19 em um passageiro brasileiro com passagem pela África do Sul e que desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, neste fim de semana. Não há ainda a confirmação que o caso seja da variante Ômicron.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto