Negócios

Saída do BCE das medidas de crise será “bem gradual”, diz Rehn

Saída do BCE das medidas de crise será “bem gradual”, diz Rehn

Olli Rehn, presidente do banco central da Finlândia

HELSINQUE (Reuters) – Qualquer saída das medidas do Banco Central Europeu para combate à crise será “bem gradual” e vai garantir que condições de financiamento favoráveis sejam mantidas, afirmou nesta quinta-feira o presidente do banco central da Finlândia, Olli Rehn.

O BCE vai debater em dezembro quando e como reduzir seu Programa de Compras de Emergência da Pandemia de 1,85 trilhão de euros e se precisará elevar outras medidas de estímulo.

“Estou confiante de que poderemos encontrar uma maneira viável e significativa de garantir condições de financiamento favoráveis quando iniciarmos nossa transição bem gradual das medidas de crise para o próximo normal”, disse Rehn, que faz parte do Conselho que define os juros no BCE, em entrevista à imprensa.

(Reportagem de Essi Lehto)



tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8F0JL-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km