Edição nº 1088 21.09 Ver ediçõs anteriores

Saída de Maria Silvia do BNDES já era esperada, diz analista

Saída de Maria Silvia do BNDES já era esperada, diz analista

Maria Silvia alega motivos pessoais e deixa a presidência do BNDES

Já era esperado o pedido de demissão de Maria Sílvia Bastos Marques da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), na avaliação de Adeodatto Volpi Neto, estrategista-chefe da Eleven Financial Research. Anunciada na tarde da sexta-feira 26, a saída da economista mostra claramente o enfraquecimento do governo de Michel Temer.

Segundo Volpi, Maria Sílvia teve um papel importante, de corrigir as distorções que existiam no BNDES e melhorar tanto a transparência quanto a governança do banco. “Porém, nesse processo, ela acabou restringindo tanto a concessão de empréstimos que o BNDES ficou travado”, diz ele.

Para o estrategista, a elaboração de uma agenda positiva por parte do governo passa por um BNDES capaz de ser mais ativo no financiamento da infraestrutura. “Não existe projeto de infraestrutura no Brasil que seja viável sem a participação do BNDES”, diz ele. “Se o custo de capital foi calculado pelos juros de mercado, não há projeto que pare em pé, e isso independe de o governo ser mais ou menos gastador.” Austera por perfil e por mandato, a economista acabou desagradando gregos e baianos, os poucos que sobraram.

Agora, a perspectiva do mercado é que um eventual sucessor de Michel Temer deverá colocar um nome mais “desenvolvimentista” no BNDES, enquanto ao mesmo tempo preserva a equipe econômica, com Fazenda e Banco Central permanecendo inalterados. A conferir.

Tópicos

BNDES Maria Silvia

Mais posts

Por que a Lush vai fechar as portas no Brasil de novo

Quatro anos após ter reiniciado suas atividades no Brasil, a empresa britânica de cosméticos de luxo Lush está fechando as portas de [...]

Bradesco venderá previdência pelo celular

A Bradesco Vida e Previdência vai aproveitar uma mudança na regulamentação do mercado e, a partir do dia 29 de janeiro, começa a distribuir planos de previdência privada pelo celular. No dia 26 de janeiro entra em vigor uma resolução do Conselho Nacional dos Seguros, que dispensa as empresas de registrar os contratos por meio […]

Bradesco vende mais previdência usando a tradicional promoção

Isenção da taxa de carregamento em novos aportes elevou vendas de novembro em 38%

Gestor de fundos imobiliários questiona taxas cobradas pelo Credit Suisse

André Freitas, da Hedge Investments, solicita convocação de assembleia para reduzir taxas de 1,5% para 0,6%

Queda da inflação eleva ganhos do Tesouro Selic

Rentabilidade real pode ser a maior desde 2008, apesar da redução dos juros pelo Banco Central
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.