Giro

Saiba quais são as motos mais roubadas e os locais com mais ocorrências em SP

Crédito: Reprodução/Detran

Com uma frota de quase 5 milhões de motocicletas, o Estado de São Paulo registrou 17.957 roubos ou furtos desses veículos entre janeiro e julho deste ano. (Crédito: Reprodução/Detran)



O roubo e o furto de motos no estado de São Paulo continuam a ser um dos principais problemas de segurança na região. Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), levantados pela Ituran, mostraram que, entre janeiro e julho de 2021, 17.957 motocicletas e similares foram roubadas ou furtadas dentro do estado, que contém uma frota de quase 5 milhões de motocicletas.

A capital é a localização com mais ocorrências (7.605), seguido de Campinas (763), São Bernardo do Campo (586), Santo André (536) e Guarulhos (515). Os roubos ou furtos ocorrem mais no período da noite (38%) e na quinta-feira (16,6%). A preferência dos bandidos é para motocicletas com mais de dez anos (34,04%).

+ Golpe do motoboy cresce na pandemia e usa até música que imita call center

Na capital paulista, as regiões mais perigosas, ou seja, as que registraram o maior número de ocorrências, foram Centro, Tatuapé, Vila Mariana, Santana, São Mateus, Itaim Bibi, Bela Vista, Campo Grande e Ipiranga. De acordo com Ituran, as motos estão mais propensas a roubos do que furtos, ao contrário dos carros. Por conta disso, as abordagens dos ladrões costumam ser mais violentas.



O ranking das 10 motos mais roubadas do estado de São Paulo reflete a participação de mercado das montadoras e também das motos. Com a Honda tendo 8 das 10 mais roubadas. O único ponto mais fora da curva é a Honda Lead 110, scooter que já saiu de linha há alguns anos, aumentando a demanda por peças.

Confira abaixo a lista das dez motocicletas mais roubadas ou furtadas no Estado de São Paulo:

1º – Honda CG 160: 3.460 unidades;


2º – Honda CG 150: 2.252 unidades;

3º – Honda CG 125: 1.798 unidades;

4º – Yamaha Fazer 250: 927 unidades;

5º – Honda PCX 150: 877 unidades;

6º – Honda CBX 250 Twister: 849 unidades;

7º – Honda XRE 300: 738 unidades;

8º – Honda CB 300R: 409 unidades;

9º – Yamaha Factor YBR125: 392 unidades;

10º – Honda Lead 110: 207 unidades.