Compras

Black Friday 2020: saiba como identificar se um site é seguro

Crédito: Pixabay

É fundamental saber em quais sites você pode confiar para fazer as suas compras (Crédito: Pixabay)

No próximo dia 27 de novembro, é comemorado pelo varejo a Black Friday. Com o crescimento do e-commerce nos últimos meses, por conta da pandemia da covid-19, é fundamental saber em quais sites você pode confiar para fazer as suas compras.

O diretor sênior de desenvolvimento de negócios da Digicert, Dean Coclin, destacou alguns cuidados para você aproveitar os descontos sem cair em fraudes. “Os clientes devem ter em mente que, após fornecer suas informações pessoais a qualquer negócio online, é responsabilidade dele proteger os dados fornecidos”, ressalta, em nota divulgada pelo Crypto ID.

+ Google Shopping ganha ferramentas de preços para a Black Friday
+ Veja 9 sites para comparar preços e aproveitar a Black Friday

Veja as dicas abaixo:



Certificado SSL da página

O executivo aconselha que os consumidores olhem sempre URL do site. Se começar com “https” em vez de “http”, significa que o site está protegido por um certificado SSL (o S significa seguro). De acordo com Coclin, essa certificação protege todos os seus dados à medida que são passados ​​do seu navegador para o servidor do site.

“Para obter um certificado SSL, a empresa deve passar por um processo de validação. Fique atento, pois existem níveis diferentes de validação. O nível mais alto de validação, Validação Estendida (EV), é o mais seguro e extenso”, explica.

Existem quatro maneiras de saber se um site tem EV, dependendo do navegador. No Chrome, por exemplo, é necessário clicar no cadeado para ver o nome da empresa (em cinza) junto com a jurisdição de incorporação (entre parênteses).

Domínio do site

Os hackers costumam criar sites que imitam outros já existentes para enganar as pessoas. Um cibercriminoso adquire o domínio “amaz0n.com”, por exemplo, e cria um site naquele local que se parece exatamente com o do Amazon.

“Para evitar esses tipos de ataques, sempre olhe para o domínio de onde você está. Se receber um e-mail do seu banco ou outro fornecedor online, não clique no link enviado. Digite o domínio em seu navegador para certificar-se de que está se conectando ao site onde pretende estar”, orienta o diretor.

Procure sinais de que a empresa é real

Coclin diz ainda que existem alguns sinais para identificar se uma empresa é verdadeira ou falsa. São eles: endereço físico e número de telefone; política de devolução; declaração de privacidade; e, geralmente, preços muito abaixo dos demais sites podem ser um sinal.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km