Economia

Saiba como economizar ao declarar o Imposto de Renda

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

O primeiro passo é verificar a forma de tributação, para ter noção e fazer a decisão certa, se é melhor fazer pela simplificada ou completa (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Engana-se quem pensas que só é possível economizar com despesas médicas e outras despesas dedutíveis do Imposto de Renda. O especialista em ciências contábeis e sócio da PArtWork, Mauricio de Luca Gonçalves, dá algumas dicas para você aumentar as deduções na declaração do Imposto de Renda. Veja a seguir as dicas do especialista.

+ Receita Federal alerta para fraude em e-mail sobre Imposto de Renda

Simplificada ou completa

O primeiro passo é verificar a forma de tributação, se é melhor fazer pela simplificada ou completa. Na simplificada você não utiliza as deduções legais. Nela, você abate até 20% da renda bruta até o limite de R$ 16.734 e não precisa de nenhuma comprovação.

Enquanto que na completa você pode utilizar as deduções permitidas – como INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), médicos, dependentes entre outros -. Basta ir no resumo da declaração verificar a melhor forma de tributação para o seu perfil.

Rendimentos tributáveis

O especialista destaca que é importante declarar todos os rendimentos que são tributáveis de forma correta e analisar todas as informações.

São dedutíveis nas despesas médicas exames laboratoriais e radiológicos, aparelhos de prótese e ortopédicos, dentários, gastos que integrem a conta hospitalar, lentes interocular e cirurgia com catarata.

Já no campo ensino, gastos com ensino infantil, fundamental, médio, superior, pós-graduação, profissional técnico e tecnológico. “Se você teve alguma dessas despesas no ano passado é importante declarar”, diz Gonçalves.

Imóveis

Quando você for lançar os bens na sua declaração, se o imóvel for financiado é importante declarar o valor das prestações pagas em bens de direito porque esse valor acrescerá ao custo de aquisição do imóvel e quando você vender, esse custo será maior e consequentemente o ganhar do capital será menor, reduzindo assim o imposto de renda a pagar.

Verificar se você se enquadra em requisitos de rendimentos isentos na venda de imóveis, se vai adquirir outro residencial em até 180 dias, se é o único imóvel por até R$ 440 mil que você possui ou se é um imóvel adquirido antes de 1988, que também tem isenção.

“É recomendável que preencha o programa da Receita Federal de ganho de capital para fazer todo esse processo e saber também se você tem isenção ou não.”

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel