Economia

Saiba como declarar um bem usado como garantia de empréstimo no IR

Crédito: Pixabay

Cerca de 6 milhões de pessoas ainda não declararam o Imposto de Renda (Crédito: Pixabay)

O prazo para entrega do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) se encerra amanhã (30) e pelo menos 6 milhões ainda não entregaram suas declarações junto a Receita Federal. Se você é uma das pessoas que vai correr para fechar a documentação nessas últimas horas, acompanhe algumas dicas de como declarar bens usados como garantia de empréstimos.

A expectativa do Fisco é de receber até o fim do dia desta terça-feira (30) 32 milhões de declarações. O boletim de hoje (29) indica que 26,7 milhões de pessoas já enviaram os seus dados.

+ Saque imediato do FGTS deve ser declarado no Imposto de Renda
+ Imposto de Renda 2020: saiba como declarar o seu automóvel
+ Fique atento a novidades na declaração do IR 2020

“O empréstimo com garantia é diferente de outros créditos, pois trata-se do refinanciamento de um bem, por isso ele não é declarado na ficha de ‘Dívidas e Ônus Reais’, como os valores devidos ao cheque especial, por exemplo”, disse por nota Fabio Zveibil, VP de Desenvolvimento de Negócios da Creditas.

Confira o passo a passo comentado por Zveibil:

– Tanto carros como imóveis usados como garantia de empréstimos devem ser declarados na ficha de “Bens e Direitos”. No documento, é preciso informar as parcelas que já foram pagas, e não o valor do bem atualizado;

– Caso o empréstimo já conste nos registros do ano anterior, o contribuinte deve somar o valor informado naquele ano às parcelas quitadas até o último dia de 2019;

– É preciso discriminar em detalhes o tipo do empréstimo, o valor de entrada, o total de parcelas e o número de prestações quitadas. Se o bem for um veículo, é preciso informar também a marca, modelo e ano do automóvel, além do CPF ou CNPJ do vendedor;

– Caso o empréstimo tenha sido totalmente quitado no ano anterior, o contribuinte preencherá o formulário da mesma forma, informando o valor total pago;

A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC) até amanhã.

Mais de 30,6 milhões de pessoas contribuíram em 2019 e poderão acessar a “Declaração pré-preenchida” no e-CAC, por meio de certificado digital. Quanto antes a declaração for enviada, mais rapidamente os contribuintes com direito à restituição receberão os valores do Leão.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança