Dinheiro em Ação

Sabesp quer atrair grandes sócios minoritários

Sabesp quer atrair grandes sócios minoritários

Papéis avulsos

O governo do estado de São Paulo pretende levantar R$ 6 bilhões com a venda de participações acionárias da Sabesp. Um projeto de lei, que começou a ser discutido na Assembleia Legislativa de São Paulo na quarta-feira 30, propõe uma reestruturação societária da empresa presidida por Jerson Kelman, para permitir a entrada de mais investidores. Hoje, 50,3% das ações pertencem ao governo paulista. A ideia é transferir esse lote para uma holding, que também será controlada pelo Estado, mas que poderá vender participações minoritárias. Os maiores interessados são fundos soberanos e fundos internacionais de pensão. A holding também poderá investir em outros negócios, como coleta e tratamento de lixo. Na apresentação aos deputados, Kelman informou que a prioridade na utilização dos recursos captados será a despoluição do Tietê, um sonho fracassado que já consumiu bilhões de dólares. No primeiro semestre, a empresa teve R$ 1 bilhão de lucro, queda de 29,5% sobre igual período de 2016.

 

Energia

Cingapura aposta na Eletrobras

A perspectiva de privatização da Eletrobras já está ampliando o interesse dos investidores internacionais. Na terça-feira 29, a estatal do setor elétrico informou que o governo de Cingapura havia elevado sua participação total no capital não-votante da empresa para 6,59%, por meio tanto da autoridade monetária quanto do GIC, o fundo soberano do país asiático. Isso representa 17,5 milhões de ações PNB, de um total de 265,4 milhões emitidas. O GIC também possui 13,3 milhões de ações ordinárias, ou 1,22% do total. No ano, as ações PNB recuam 9%.

 

Combustíveis

Cade reprova venda da Liquigás

A Superintendência Geral do Conselho Deliberativo de Defesa Econômica (Cade) anunciou, na segunda-feira 28, que reprovou a venda da distribuidora de gás engarrafado Liquigás, uma subsidiária integral da Petrobras, para o grupo Ultra. A decisão ainda terá de ser analisada pelo plenário do Conselho. Petrobras e Ultra declararam que ainda vão tentar fechar o negócio. Na terça-feira 29, as ações da Petrobras caíram 2,9% e as da Ultrapar caíram 0,8%.

 

Touro x Urso

A notícia de privatização da Eletrobras e outras estatais turbinou o mercado em agosto. Até a quarta-feira 30, a alta acumulada do Índice Bovespa no mês estava em 7,53%. No ano, a alta acumulada está em 17,7%. A animação fez o principal indicador do mercado bater um recorde de 71.330 pontos na terça-feira 29, maior alta em termos nominais desde outubro de 2010.

 

Destaque no pregão

Carrefour vende mais e ações reagem

O Carrefour divulgou um faturamento bruto de R$ 12,8 bilhões no segundo trimestre, uma alta de 9,7% em relação ao mesmo período de 2016, incluindo as vendas de combustíveis. As vendas consistentes do segmento de produtos não alimentícios, a expansão das lojas de conveniência e o desenvolvimento do comércio eletrônico para bens duráveis, suavizaram os impactos da redução da inflação nos alimentos, e da alta de apenas 0,8% nas vendas do varejo no período. A geração de caixa subiu para R$ 827 milhões no segundo trimestre, alta de 3,5% em relação ao mesmo período de 2016. A alta foi provocada principalmente por melhoras na operação e por negociações com fornecedores, além da exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins. Desde a abertura de capital, em 20 de julho, as ações já subiram 6,67%.

Palavra do analista:
Para Carlos Soares Rodrigues, da corretora Magliano, o Carrefour será beneficiado pela abertura de novas lojas, pela ampliação do comércio eletrônico e da base de cartões com bandeira própria. Ele recomenda a compra das ações com um preço-alvo de R$ 22,16, alta de 38,5%.

 

Construção

Duratex compra a catarinense Ceusa

A Duratex anunciou, na segunda-feira 28, a compra da empresa de revestimentos cerâmicos catarinense Ceusa, por R$ 280 milhões. Esse valor, oriundo de recursos próprios, vai remunerar os proprietários anteriores e quitar dívidas da empresa. Segundo Antonio Joaquim de Oliveira, presidente da Duratex, a aquisição visa inserir a divisão Deca na área de revestimentos. A empresa já é bastante conhecida pelas louças e metais sanitários, e, segundo Oliveira, o portfólio da Ceusa é muito complementar. A companhia catarinense tem capacidade instalada para produzir 480 mil metros quadrados de revestimentos por mês. No ano, as ações da Duratex sobem 26,6%.

 

 

Mercado em números

UNIPAR
R$ 1,00 – Foi o valor de venda, pela companhia petroquímica, da controlada Tecsis, dedicada à geração de energia eólica. A venda se insere no processo de reestruturação da Unipar

LINX
R$ 167,4 milhões – Foi o valor do empréstimo concedido pelo BNDES à empresa de software, com prazo de 60 meses, sendo 24 meses de carência, e taxa de juros de 2,45% ao ano acima da TJLP

CIA. HERING
R$ 49,99 milhões – É quanto a empresa de varejo vai pagar como dividendos, correspondendo a aproximadamente R$ 0,31 por ação

LUPATECH
US$ 2 milhões – Foi o valor de venda de uma participação de 19,6% da controlada Lupatech Colômbia para a Petroalianza International, que possui uma opção de compra da participação restante até 30 de novembro. A Lupatech está em recuperação judicial