Finanças

Ryan Cohen obtém ganho de 400% nas ações da GameStop em menos de 6 meses

Ryan Cohen obtém ganho de 400% nas ações da GameStop em menos de 6 meses

A aposta do ativista investidor Ryan Cohen, co-fundador da Chewy, nas ações da GameStop colheu resultado. A valorização das ações da empresa garantiram ganhos de 400% em menos de seis meses ao milionário.

De acordo com Business Insider, o investidor desembolsou cerca de US$ 76 milhões para comprar 9 milhões de ações da varejista de videogames no ano passado, conforme os arquivos da SEC, a comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos.

+ Vendas de videogames nos EUA dispararam em 2020 durante a pandemia
+ Novo Apple TV deve ser lançado em 2021, mais potente e com foco em games

Ele pagou em média cerca de US$ 8,40 por ação e nesta terça-feira (19), o papel da GameStop valia cerca de US$ 45.



As ações de Cohen agora estão estimadas em mais de US$ 380 milhões, o que significa que o milionário quintuplicou seu investimento.

A maior parte das suas ações foram adquiridas em agosto do ano passado. Em dezembro, ele ampliou a sua participação para chegar em cerca de 9 milhões de ações, com isso alcançou 13% de participação na empresa.

Só nesta terça-feira, os papéis da companhia tiveram alta de 21%. Na última quarta-feira, já tinha apresentado valorização de 93%.

Um acordo entre a RC Ventures de Cohen e a GameStop para adicionar três assentos ao conselho do varejista, incluindo um para Cohen, contribuíram para o bom desempenho das ações.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel