Mundo

Rússia vai ‘desligar’ a internet para testes de segurança

O sistema, nominado de Projeto Nacional de Economia de Dados, integra medidas tomadas pelo governo russo para se proteger de possíveis ataques virtuais.

Rússia vai ‘desligar’ a internet para testes de segurança

O presidente russo, Vladimir Putin, em Belgrado, em 17 de janeiro de 2019 - AFP

As autoridades da Rússia querem desconectar o país da rede global de computadores para testar se o projeto de uma internet própria conseguira suportar o fluxo de dados e informações. O sistema, nominado de Projeto Nacional de Economia de Dados, integra uma série de medidas tomadas pelo governo para se proteger de possíveis ataques virtuais. O governo não confirmou a data exata, mas os testes devem ser colocados em prática até o dia 1º de abril.

Segundo reportagem publicada no El Pais, o objetivo é preparar um sistema de filtragem de tráfego na Internet como o da China, mas também construir uma intranet poderosa que suplanta todos os que estão fora, no caso de a Rússia se desconectar.

O projeto inclui medidas para que o país construa sua própria versão do sistema de endereços de rede (conhecido como DNS) caso os links de servidores localizados do lado de fora estejam cortados. Com isso, os provedores de internet do país euro-asiático podem operar no caso de potências estrangeiras iniciarem um ataque cibernético para isolar a Rússia da rede.

O plano, que tem o apoio do Kremlin, embora tenha levantado as dúvidas do Tribunal de Contas, não fala apenas de situações de emergência. Ele também diz ter entre seus objetivos reduzir a quantidade de tráfego que é encaminhado através de servidores fora do país de 50% em 2018 para 10% em 2024.