Agronegócio

Rússia deve plantar menos trigo de inverno para safra de 2022, dizem analistas

Rússia deve plantar menos trigo de inverno para safra de 2022, dizem analistas

Lavoura de trigo

Por Polina Devitt

MOSCOU (Reuters) – Os agricultores da Rússia devem semear menos trigo de inverno neste outono do que os níveis recorde vistos um ano atrás devido a condições climáticas desfavoráveis, mudança para sementes oleaginosas em algumas regiões e também preocupações com o imposto de exportação de grãos do país, disseram analistas.

A Rússia é o maior exportador mundial de trigo para a África, Oriente Médio e outras regiões. O trigo de inverno, semeado no outono para a colheita no verão, costuma representar 70% da safra do país. Isso traz uma produtividade maior do que as variedades de primavera, e é menos vulnerável ao clima.

“Semeamos um pouco no solo seco. Pensamos em fazer mais, mas ainda não choveu”, disse à Reuters um agricultor da região russa de Orenburg, acrescentando que seu momento ideal de semeadura terminaria em alguns dias.



Dois outros agricultores da região, no distrito russo de Volga, também disseram que o tempo seco dificultou a semeadura do trigo no inverno.

As chuvas recentes melhoraram as condições em muitas regiões da Rússia, mas a campanha de plantio de grãos de inverno no país ainda está atrasada. Os agricultores semearam grãos de inverno em 7,8 milhões de hectares até 14 de setembro, abaixo dos 8,2 milhões de hectares no mesmo período do ano passado, com base nos dados do Ministério da Agricultura. Não há dados disponíveis publicamente apenas para o trigo de inverno.

O principal atraso é devido ao Volga, que sofreu muito com o tempo seco, disse a consultoria agrícola Sovecon.

A área total de plantio de trigo de inverno pode cair cerca de 0,5 milhão a 1 milhão de hectares, disse a Sovecon. A IKAR, outra consultoria, vê redução em 0,5 milhão de hectares ante 17,8 milhões de hectares plantados há um ano.

(Reportagem de Polina Devitt)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8E16R-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago