Giro

Rússia anuncia reabertura parcial das fronteiras e fim do confinamento em Moscou

Rússia anuncia reabertura parcial das fronteiras e fim do confinamento em Moscou

Passageiros de máscara em estação de metrô de Moscou em 6 de junho de 2020 - AFP

A Rússia anunciou nesta segunda-feira (8) uma reabertura parcial de suas fronteiras, fechadas desde março devido à pandemia do novo coronavírus, anunciou o primeiro-ministro russo Mikhail Mishustin.

Ao mesmo tempo, o prefeito de Moscou, a região mais afetada do país pela pandemia, anunciou o fim em 9 de junho do confinamento imposto desde o fim de março.

“A partir de amanhã (terça-feira) o confinamento e o sistema de salvo-condutos serão suspensos”, afirmou Serguei Sobianin em um vídeo divulgado no Facebook, no qual comemora porque “Moscou encontrou seu ritmo de vida habitual”.

O prefeito disse que os locais públicos e de lazer da cidade abrirão por fases até o fim de junho. No primeiro dia do mês, alguns estabelecimentos comerciais que não vendem alimentos foram autorizados a retomar as atividades, assim como os parques. Também autorizou os passeios por faixas de horário.

“De forma lenta, mas segura, a pandemia está em declínio”, declarou Sobianin.

No que diz respeito às fronteiras, de acordo com o decreto assinado pelo primeiro-ministro, os russos poderão sair do território nacional por razões médicas ou profissionais.

Os estrangeiros poderão entrar na Rússia para tratamentos médicos ou encontrar parentes, explicou o premiê durante uma reunião exibida na TV, mas sem revelar em que data as medidas entrarão em vigor.

Desde o fim de março os voos internacionais estão suspensos na Rússia, com exceção dos voos especiais previstos para os estrangeiros que desejam sair do país ou para os russos que querem retornar.

Mishustin justificou a flexibilização pela estabilização do número de novos casos nos últimos seis dias, em particular em Moscou.

Nesta segunda-feira, no entanto, a Rússia registrou quase 9.000 novos casos e 112 mortes por coronavírus.

O total de casos de COVID-19 na Rússia alcança 476.658, incluindo 5.971 vítimas fatais. O país é o terceiro do mundo em número de contágios. Moscou registrou 200.000 casos confirmados e 2.970 mortes.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?