Ciência

Rússia anuncia 1o caso de transmissão da cepa H5N8 de gripe aviária ao ser humano

Crédito: AFP/Arquivos

O vírus H5N8 vírus é altamente contagioso entre as aves, mas nunca havia sido relatada sua transmissão para humanos - AFP/Arquivos (Crédito: AFP/Arquivos)

Autoridades russas afirmaram, neste sábado (20), que foi detectado o primeiro caso de transmissão da cepa H5N8 da gripe aviária para seres humanos e que já informaram a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre esta “importante descoberta”.

“A informação sobre o primeiro caso registrado no mundo de transmissão da gripe aviária (H5N8) para o ser humano já havia sido enviada para a Organização Mundial da Saúde”, explicou Anna Popova, diretora da agência sanitária russa, a Rospotrebnadzor, acrescentando que as sete pessoas contaminadas em uma granja de aves “estão bem”.

+ Covid avança pelo interior e põe médias e pequenas cidades à beira do colapso

Esse vírus é altamente contagioso entre as aves, mas nunca havia sido relatada sua transmissão para humanos.



Popova disse que cientistas do laboratório russo Vektor isolaram material genético da cepa dos sete trabalhadores de um criadouro no sul do país, onde se detectou uma epidemia de gripe aviária em dezembro passado.

Os trabalhadores não sofreram efeitos graves para sua saúde e “se sentem bem”, acrescentou a responsável.

“Medidas foram tomadas rapidamente para controlar a situação”, completou Anna Popova.

Embora a cepa H5N8 já tenha “passado a barreira entre as espécies”, ao ser transmitida de aves para o homem, “essa variante do vírus não é transmitida de uma pessoa para outra, no momento atual”, esclareceu.

Popova considera que esta detecção “dá ao mundo inteiro tempo para se preparar”, criando testes e vacinas, “caso este vírus seja mais patogênico e perigoso para o ser humano e adquira a capacidade de se transmitir de pessoa para pessoa”.

O laboratório estatal russo Vektor, autor da descoberta, também considerou que “é necessário começar a desenvolver um sistema de teste que permita a detecção rápida de casos desta doença no homem” e “começar a trabalhar” em uma vacina.

– “Deve ser monitorado” –

O vírus da gripe aviária está presente em vários países europeus. Recentemente, na França, milhões de animais foram sacrificados para conter seu avanço.

A Rússia tem uma longa tradição de pesquisa no campo de vírus e vacinas e desenvolveu um imunizante contra a covid-19, o Sputnik V, eficaz em mais de 91%, de acordo com resultados científicos confirmados por especialistas independentes.

De acordo com a OMS, a transmissão da gripe aviária para humanos é um evento raro e requer “contato direto ou próximo com aves infectadas ou seu ambiente.”

No entanto, esse vírus “deve ser monitorado”, pois tem potencial de mutação, alertou.

A circulação de certas variantes da gripe aviária em aves ao redor do mundo é “uma preocupação para a saúde pública”, pois podem “causar doenças graves em humanos” que têm “pouca ou nenhuma imunidade contra o vírus”, acrescenta.

De acordo com a organização, humanos já podem ser infectados pelos vírus da gripe aviária dos subtipos H5N1, H7N9 e H9N2.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km