Giro

Rumo à Júpiter, espaçonave da NASA tem problemas em seus painéis solares

Crédito: Reprodução/NASA

A espaçonave Lucy foi lançada no topo de um foguete Atlas V e começou a desdobrar seus dois enormes painéis solares cerca de uma hora após o lançamento. (Crédito: Reprodução/NASA)

Uma nova espaçonave da NASA dirigida aos asteróides de Trojan perto de Júpiter tem um pequeno problema com seus painéis solares, mas a sonda não corre perigo imediato, segundo funcionários da agência espacial americana.



A espaçonave Lucy, que foi lançada sem problemas no último sábado, 16, no topo de um foguete Atlas V da United Launch Alliance, começou a desdobrar seus dois enormes painéis solares cerca de uma hora após o lançamento. Na época, tudo parecia correr bem, mas agora parece que um dos painéis circulares, cada um com quase 7 metros de largura, não se fixou no lugar corretamente.

+ Nasa lança sonda para estudar asteróides “troianos” em Júpiter
+ Asteroide pode destruir a Terra e a NASA tem um plano para evitá-lo

“A #LucyMission da NASA é segura e estável”, escreveu Thomas Zurbuchen, administrador associado da NASA para a ciência, em um tweet postado no último domingo, 17. “Os dois painéis solares foram implantados, mas um pode não estar totalmente travado. A equipe está analisando os dados para determinar as próximas etapas. Essa equipe já superou muitos desafios e estou confiante de que eles prevalecerão aqui também.”

Os painéis solares de Lucy são uma parte crucial da ambiciosa missão da espaçonave de levar os cientistas à primeira vista de perto os asteróides que orbitam no mesmo caminho de Júpiter, chamados de Trojans. Quando Lucy estiver fazendo seus sobrevôos, ela quebrará o recorde de quanto mais distante do Sol uma espaçonave funcionou exclusivamente com energia solar.



A NASA está avaliando a situação para determinar como proceder, de acordo com um comunicado da agência, que observa que os outros sistemas da espaçonave estão operando conforme o esperado.

“Os dois painéis solares de Lucy foram implantados e ambos estão produzindo energia e a bateria está carregando”, de acordo com o comunicado. “Embora uma das matrizes tenha travado, as indicações são de que a segunda matriz pode não estar totalmente travada.”

Lucy não corre nenhum perigo imediato, enfatizou a NASA.

“Na atitude atual da espaçonave, Lucy pode continuar a operar sem nenhuma ameaça à sua saúde e segurança”, diz o comunicado. “A equipe está analisando os dados da espaçonave para entender a situação e determinar os próximos passos para alcançar a implantação completa do painel solar.”

Ao todo, espera-se que Lucy tenha observado oito asteróides diferentes até 2033, sete deles pertencentes aos misteriosos Trojans. Os cientistas esperam que os dados os ajudem a compreender melhor a diversidade desses asteróides e os primeiros dias de nosso sistema solar.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?