Giro

Roubo de rua cai, mas morte em confronto sobe no Rio


Vários índices da violência urbana, como o roubo de rua, caíram no estado do Rio de Janeiro no mês de fevereiro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (26) pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), do governo do Rio. Porém, alguns índices aumentaram, entre elas o número de mortes em confrontos com a polícia.

Segundo os dados do ISP, houve uma redução expressiva nos chamados roubos de rua, que incluem os roubos a pedestres, em coletivos e de aparelhos celulares. Em fevereiro deste ano, foram 9.073 casos, contra 10.467 casos em fevereiro de 2019, uma redução de 1.394 casos, em uma queda de 13,3%.

Também houve redução nos roubos de carga, modalidade que foi muito presente em 2018 e 2019, quando bandidos atacam motoristas de caminhão, principalmente na região metropolitana, para roubar e saquear a carga. Em fevereiro deste ano, foram 418 casos, comparado com 645 casos registrados no mesmo mês de 2019, uma redução de 227 casos, ou menos 35%.

Houve um total de 420 estupros em fevereiro deste ano, contra 440 casos em fevereiro de 2019, uma redução de 20 casos, ou menos 4,5%. Ainda assim, significa que foram registrados oficialmente, em delegacias, 14 estupros por dia no estado. Mas esse crime tem, historicamente, subnotificação, com os números oficiais nem sempre refletindo a realidade.

Aumentos

Alguns índices apresentaram aumento, na comparação entre com o mesmo mês do ano passado. Os furtos de celulares, quando o aparelho é subtraído de forma discreta e sem violência, por exemplo, somaram 2.267 casos em fevereiro deste ano, contra 1.613 de fevereiro do ano passado, um aumento de 654 casos, em uma elevação de 40,5%, o que dá 78 casos por dia, ou 3 casos por hora.

Já os roubos de celulares, quando há violência implícita ou explícita para tomar o aparelho, sofreram uma discreta redução. Foram 2.068 casos em fevereiro deste ano, contra 2.111 casos em fevereiro de 2019, uma diminuição de 43 casos, ou menos 2%.

O roubo de caixas eletrônicos, modalidade que não era muito comum no Rio, vem aumentando. Em fevereiro deste ano, foram 7 casos, contra 1 em fevereiro de 2019.

As mortes em confrontos com a polícia, continuam em alta no estado. Foram 161 pessoas mortas nesta situação, em que há a alegação policial de que houve reação, resultando em suposta troca de tiros. Em fevereiro de 2019, foram 145 mortes, uma alta de 19 casos, ou mais 13,1%.

Os dados completos podem ser acessados na página do ISP na internet, clicando no link Visualização de Dados.