Giro

Rogério Ceni: “a torcida flamenguista amanhece mais alegre”

Após garantir o título do Campeonato Brasileiro, na noite da última quinta-feira (25), mesmo com derrota de 2 a 1 para o São Paulo no estádio do Morumbi, o técnico Rogério Ceni afirmou que a conquista é motivo de alegria para a torcida da equipe carioca em todo o Brasil.

“Devido a tudo o que aconteceu no Brasil e no Mundo [em referência à pandemia do novo coronavírus], acho que a torcida flamenguista no Brasil como um todo, mas no Rio de Janeiro em especial, amanhece muito mais alegre, muito mais feliz”, declarou o treinador em entrevista coletiva após a partida.

Ao ser questionado sobre o sentimento em garantir a conquista do Brasileiro justamente no estádio do Morumbi, onde atuou por longos anos defendendo o São Paulo, Ceni afirmou que era um feito especial: “Comecei a minha carreira como atleta aqui. Fiquei durante 25 anos nesse clube, tenho o maior respeito e o maior carinho pelo São Paulo. É uma história que não vai se apagar nunca. Foi a primeira parte da minha vida, como atleta, vivida aqui, e sou eternamente grato. E agora, na segunda parte da minha vida, começando aqui no São Paulo como treinador, e indo para o Fortaleza, tenho esse presente que é ganhar um Campeonato Brasileiro rubro-negro. Colocar uma estrela no peito das cores vermelha e preta do Flamengo”.

Mesmo em meio a tanta festa, o treinador foi questionado sobre os rumores de que poderia deixar o Flamengo na próxima temporada. Mas ele desconversou, afirmando que o principal agora era “desfrutar ao máximo o momento”.

“Com quatro anos de carreira, ser campeão pelo Flamengo é algo fantástico. Então quero aproveitar o momento. Não tem proposta, absolutamente nada. Sigo extremamente focado no meu trabalho”, afirmou.

Por fim ele falou que compreende as críticas que recebe de parte da torcida, pelo fato de o time não apresentar o mesmo futebol da equipe dirigida pelo técnico português Jorge Jesus em 2019.

“Entendo as críticas. O Flamengo vem de um ano de 2019 extremamente vencedor, que nunca havia existido na história do clube. Entendo sempre as comparações, as críticas fazem parte do trabalho, mas espero que vocês [torcedores] entendam que, apesar de ter jogado a vida inteira no São Paulo, sempre fui o melhor cara que eu pude ser todos os dias. E em cada lugar no qual trabalhar, buscarei ser o melhor cara que posso ser todos os dias. Então fiz o meu melhor, desde que assumi o Flamengo”, concluiu Rogério Ceni.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel