Robôs invadem o judiciário

A Neoway, empresa de Big Data e Inteligência Artificial, desenvolveu duas novas soluções para ajudar a desafogar o judiciário brasileiro: Neoway Lawsuits e Neoway Legal. Os lançamentos integram o pilar de Legal Analysis, que usa deep learning (aprendizado profundo de máquina) para dar previsibilidade sobre decisões judiciais e apoiar estratégias jurídicas. A tecnologia é capaz de analisar petições e decisões judiciais de todo o Brasil levando em consideração, de forma automatizada, a linguagem utilizada pelos advogados, por meio do processamento de linguagem jurídica (L-NLP). “Analisamos com profundidade decisões e petições dos processos dos principais sistemas de tribunais brasileiros. São mais de 345 milhões de casos, que resultam no maior big data de processos do País”, afirma Ricardo Fernandes, diretor da Neoway. “Cerca de 25 milhões de novas ações são somadas à plataforma todos os anos.”



(Nota publicada na edição 1177 da Revista Dinheiro)


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022




Sobre o autor

Hugo Cilo é editor de negócios da Revista DINHEIRO


Mais colunas e blogs


Mais posts

Ver mais

Copyright ©2022 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.