Finanças

Roberto Justus será conselheiro da WiBX, primeira criptomoeda brasileira

Crédito: Divulgação

O apresentador e empresário Roberto Justus ficará responsável por ajudar no desenvolvimento de projetos e no relacionamento com os clientes da WiBX (Crédito: Divulgação)

A WiBX, primeira criptomoeda brasileira listada no Mercado Bitcoin – maior Exchange da América Latina –, agora conta com o apresentador e empresário Roberto Justus em seu conselho consultivo. Além dele, que vai ficar responsável por ajudar na estratégia de relacionamento com o cliente, a moeda digital também fechou parceria com dois fundos de investimentos: a Treepcorp, onde Justus é sócio, e a Squadra Ventures.

A WiBX é um utility token que pode ser trocada por produtos e serviços através da plataforma Wiboo, e trocada por dinheiro no criptomercado, onde, desde fevereiro, pode ser negociada. Essas utility tokens podem ser adquiridas através da plataforma da empresa, que conta com uma porção de companhias parceiras e oferecem serviços por meio da rede.

+ WiBX dispara 150% na largada
+ Primeira criptomoeda brasileira entra para o Mercado Bitcoin
+ Bitcoins estão em alta na América do Sul mesmo com queda global nas negociações

Os usuários que baixam o aplicativo podem compartilhar, curtir ou recomendar as campanhas das marcas e receber bônus que podem ser trocados em produtos, serviços ou dinheiro no Mercado Bitcoin.

Além de Justus e do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), que já era parceiro tecnológico da moeda virtual, a WiBX agora contará com o apoio de Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo; Cristiano Melle, presidente da Associação Nacional de Restaurantes; e Caio Mesquisa, presidente da Acta Holding.



Planos de expansão da WiBX

São mais de 160 mil usuários ativos na base da moeda digital e a ideia é conseguir dobrar esse número até o final do ano. A média atual de negócios feitos com WiBX gira em torno de R$ 1,5 milhão, mas teve picos de até R$ 10 milhões negociados.

Para o fundador e CEO da WiBX, Pedro Alexandre, a parceria com a Squadra Ventures e com a Treecorp é um reforço da ideia da marca de entregar a “melhor solução de marketing digital e relacionamento para as empresas com a tecnologia blockchain. Com esse apoio, podemos ampliar nossa participação e proporcionar mais vantagens nas relações de troca entre empresas e consumidores”.

Recém-chegado, Justus aposta que a entrada dos novos parceiros dará ao WiBX um potencial de ampliação em outras frentes de consumo e varejo.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago