Giro

Risco de internação com Ômicron é 75% inferior ao da variante Delta

Crédito: Reprodução/Pixabay

A pesquisa concluiu que “para cada 100 pessoas internadas infectadas com a Delta, só 25 pessoas seriam internadas se tivessem sido infectadas com a Ômicron (Crédito: Reprodução/Pixabay)



O risco de internação hospitalar para as pessoas infectadas com a variante Ômicron é 75% inferior do que para as pessoas infetadas com a variante Delta, revela um estudo feito pela Direção-Geral da Saúde e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. “O estudo mostra também que as pessoas infetadas com Ômicron têm, em média, internações mais curtas e menor risco de morrer”, adianta a DGS.

+ Ômicron representa quase 96% dos tipos de coronavírus identificados no Brasil

Esta pesquisa concluiu que “para cada 100 pessoas internadas que estavam infectadas com a variante Delta, só 25 pessoas seriam internadas se tivessem sido infectadas com a variante Ômicron, independentemente da idade, do sexo, do estado vacinal e de se ter tido uma infecção anterior”, salientou a DGS, em comunicado.

A experiência foi feita com pessoas residentes em Portugal no mês de dezembro, e mostrou conclusões semelhantes a outros estudos que tinham já sido realizados. A DGS alerta ainda assim que a Ômicron está “associada a maior capacidade de escapar parcialmente à proteção do esquema vacinal completo e a uma elevada transmissibilidade, traduzida num maior número absoluto de casos, pelo que mesmo com redução de gravidade, pode existir risco de sobrecarga do sistema de saúde”.




As autoridades de saúde continuam, desta forma, a “recomendar a vacinação de reforço e a testagem regular, de forma a manter os efeitos da pandemia no sistema de saúde controlados”.






Tópicos

adenovírus Átila Átila Iamarino Bocavírus BOLETIM INFOGRIPE campanha vacinação cnpj fapesp Como conseguir uma bolsa na FAPESP? Como funciona a Bolsa FAPESP? comorbidade consulta pública consulta pública da vacina covid converse fapesp coronavírus coronavírus exército covid sintomas Covid-19 covid-19 2022 Covid-19 exército diferenças sintomas covid e influenza epidemia de gripe epidemia de gripe brasil Exército brasileiro exército do Brasil fapesp agilis fapesp bolsa fapesp iniciação científica fapesp revista Fiocruz flurona flurona casos confirmados flurona no Brasil flurona o que é flurona o que é? general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira gripe gripe comum gripe em sao paulo gripe em sao paulo 2021 gripe espanhola gripe espanhola em são paulo gripe española gripe h1n1 gripe h3n2 gripe h3n2 o que tomar gripe h3n2 sintomas gripe influenza h3n2 gripe no brasil gripe nova gripe sintomas H1N1 H3N2 H3N3 influenza influenza crianças influenza rio influenza sintomas KN95 máscara eficiência máscara gripe máscara influenza máscara preço máscara protege da gripe? n95 nova cepa nova variante O que é o Fapesp? O que quer dizer em despacho FAPESP? omicron omicron sintomas Parainfluenza 3 e 4 PFF2 pipe fapesp posso tomar da covid e influenza? quais estados têm surto de gripe? Qual a importância do investimento em pesquisas científicas? qual a melhor máscara? Qual a vacina de reforço para quem tomou a vacina contra Covid-19 CoronaVac? Qual é o aplicativo da carteira de vacinação da COVID-19? qual máscara usar no transporte público? Quanto é a bolsa FAPESP? que máscara usar? quem pode tomar a vacina da gripe Quem tomou a vacina Janssen contra a COVID-19 pode tomar outra vacina? Quem tomou a vacina Janssen contra a COVID-19 precisa tomar reforço? resfriado sage fapesp sintomas influenza sintomas ômicron sintomas.covid Surto de Covid-19 uso de máscara ao ar livre uso de mascara até quando uso de mascara atividade fisica uso de mascara atividade fisica faz mal? uso de mascara durante atividade fisica uso de mascara durante atividade fisica oms uso de mascara em sp uso de máscara em sp até quando uso de máscara na cidade de são paulo uso de máscara no brasil uso de máscara no rio de janeiro uso de máscara nos estados unidos uso de mascara obrigátorio vacina covid 19