Rio 2020: Os Futuros Desejáveis

Quarta edição da Futuro|Rio será 100% digital e gratuita. A tradicional conferência sobre os impactos da tecnologia na transformação dos negócios e da sociedade terá como tema este ano Os Futuros Desejáveis. O evento acontecerá no dia 18 de novembro e será transmitido diretamente do MAR (Museu de Arte do Rio) pela plataforma netshow.me. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo Sympla ou no portal www.futuro-rio.com. “O ponto central desta edição será entender como a tecnologia transforma o mundo e, particularmente, o mundo dos negócios”, disse Xavier Leclerc, curador do evento, que terá quatro drives:

• Um Futuro Mais Eficiente
Como aproveitar dados na era do smart tudo e escolher as tecnologias corretas?

• Um Futuro Com Propósito
Como empresas e executivos precisam definir o propósito de suas atividades unindo esforços de todas as áreas?

• Um Futuro Mais Humano
Em um mundo tecnológico, capacidades humanas se tornam o diferencial para o sucesso corporativo.

• Um Futuro Mais Inovador
A era das organizações Control & Command chega ao fim. Novas formas de trabalhar se tornam essenciais. Por onde começar?

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago



Sobre o autor


Mais colunas e blogs


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.