Economia

BNDES a serviço dos amigos do Rei

O banco de fomento ajudou pessoas próximas a Lula e tinha um diretor apadrinhado por Dilma Rousseff para cobrar propinas ao PT. entenda como isso sugou bilhões de reais de seus cofres

Petrobras, a central das propinas

A maior companhia brasileira, hoje a mais endividada do setor, foi usada para alimentar um complexo sistema de financiamento de partidos aliados, desvios de recursos e suporte à corrupção. O roubo, segundo a Polícia Federal, pode chegar a R$ 42 bilhões

Eletrobras dominada por um Cardeal

Sucateada, sem dinheiro e com uma dívida bilionária. Esse é o resultado da ingerência política e da corrupção comandada pelo braço direito de Dilma Rousseff

Sindicalismo no controle dos Correios

Como o aparelhamento político sob os governos do PT levou a estatal a um prejuízo de R$ 2,1 bilhões e ao risco de não ter caixa para pagar salários

Fundos de pensão usados em benefício próprio

Como investimentos controversos e a influência política-partidária ajudaram a acentuar o rombo nos principais planos de previdência estatais

Como Lula e Dilma minaram as joias da Coroa

Corrupção, inchaço da máquina e apadrinhamento político são as marcas do PT nas estatais. Um legado de empresas que, em sua maioria, operam no vermelho e ostentam prejuízos bilionários nos seus balanços

A nova dama de ferro

A ultraconservadora Theresa May, nova premiê britânica, não encontrará facilidade no processo de saída do Reino Unido da União Europeia

Banco do Brasil, uma vítima do populismo

Objeto das pedaladas fiscais, o BB foi um instrumento do PT para expandir artificialmente o crédito e  serviu para desviar recursos

Os desvios no cofre da Caixa

Apadrinhamento, uso político, erros na estratégia: o que pintou de vermelho o balanço da Caixa Econômica Federal e, agora, ameaça o futuro da instituição

O dono da pauta econômica

Em mandato tampão, Rodrigo Maia (DEM-RJ), eleito presidente da Câmara, terá o desafio de comandar votações do ajuste do governo Temer. Conseguirá?

Negócios

A magia vai continuar?

Criadora de Harry Potter, a escritora britânica J.K. Rowling estreia como roteirista e se inspira em sua criatura para tentar replicar o sucesso do jovem bruxo nos cinemas

A cozinha olímpica da Sapore

A maior empresa brasileira de restaurantes corporativos se prepara para servir 65 mil refeições por dia nos Jogos Olímpicos, em um esforço que deve render R$ 200 milhões e ajudar na sua expansão internacional

Pancada de dinheiro

Após pagar US$ 4 bilhões pelo UFC, maior torneio de artes marciais mistas do mundo, a WME-IMG encara seu maior desafio: renovar os lutadores e acelerar o plano de expansão

Gosto amargo

A Nestlé estaria propondo ao Cade se desfazer do bombom Serenata de Amor para concluir a fusão com a Garoto, um imbróglio que se arrasta há 14 anos. A possibilidade, no entanto, gera revolta no Espírito Santo

Hopi Hari em queda livre

Com mais de 1.200 dívidas em atraso e quatro credores pedindo a sua falência, o parque de diversões luta para sobreviver enquanto seus concorrentes crescem

Visão além do alcance

Na contramão da queda nas vendas do setor, a Óticas Carol traça um plano agressivo para superar a marca de mil lojas em 2016

Conexão árabe

Com a compra de 10% da Latam, a Qatar Airways se posiciona estrategicamente no mercado nacional e ajuda a turbinar o caixa da companhia brasileira

Tecnologia

Prepare o seguro: o motorista sumiu

Seguradoras enfrentam um nó jurídico com a popularização dos carros autônomos. Afinal, se não há condutor, quem será o responsável em caso de acidente?

A hora do médico hi-tech

De olho em um mercado de R$ 162 bilhões, surgem aplicativos que oferecem o serviço de consultas em casa e pretendem mudar o setor de medicina privada

Investidores

O Leão quer sua herança

Projetos de lei da União e dos Estados podem elevar o imposto sobre heranças e doações do atual teto de 8% para salgados 25%. Saiba como proteger seus herdeiros

O mercado não está uma Brastemp

Estilo

A vez do voo solo

O que era um sonho futurista nos filmes de Hollywood virou realidade e as mochilas voadoras começam a ser vendidas. Esse mercado vai decolar?

Artigo

Para a Nintendo, se reinventar é simples

O sucesso do Pokémon Go se deve mais a uma questão comportamental do que tecnológica. Não foi a primeira vez que a empresa deu uma tacada dessas

Dinheiro em AçãoInvestidores

O mercado não está uma Brastemp

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.