Edição nº 1147 18.11 Ver ediçõs anteriores

Economia

Operação mãos sujas

Ingerência política, má gestão, investimentos controversos e fraudes nos quatro maiores fundos de pensão provocaram um buraco de R$ 113,5 bilhões nos últimos cinco anos. Relatório da CPI pede o indiciamento de 146 pessoas envolvidas nos casos

A hora de derrubar o muro

Processo de impeachment da presidente Dilma pode colocar fim à paralisia do governo e da economia, mas o país precisará buscar o consenso entre vencedores e perdedores para voltar a crescer

Negócios

O voo olímpico da Dassault

Como a fabricante francesa de aviões executivos prepara uma operação especial para apoiar os quase 200 empresários donos de jatos de sua marca que chegarão ao Rio de Janeiro para os Jogos

Entenda a metodologia das marcas mais valiosas do Brasil

A performance financeira combina com uma avaliação da imagem em públicos estratégicos são os principais critérios

A força da Coca-Cola

Com aposta nas bebidas de baixa caloria, o mais famoso e antigo refrigerante do mundo consegue manter sua relevância com os consumidores

A onipresença do Google

A gigante de internet conta com sete serviços globais com mais de 1 bilhão de usuários e transforma-se na marca mais forte do Brasil em 2016

O pódio do Bradesco

Ranking das marcas mais valiosas do Brasil completa 10 anos e a grife Bradesco, presente nos mais remotos rincões do País, é a campeã da década

As 50 marcas mais valiosas do Brasil em 2016

A festa da Skol

Em 2016,  ano em que quase todas as principais marcas brasileiras perderam valor, a cerveja número 1 do Brasil está no topo do ranking das grifes mais valiosas pela quarta vez consecutiva

As 20 marcas mais fortes do Brasil em 2016

As 10 marcas brasileiras mais valiosas da década

As 10 marcas mais fortes no Brasil

Investidores

Como curar seu dinheiro

Após tempos difíceis, o investidor pode obter um alívio para os males de suas aplicações com a possibilidade de troca de comando em Brasília

A Gerdau galvanizada

Finanças

“Eu desafio a BM&FBovespa”

Enquanto engolia a Cetip, a BM&FBovespa atuava para impedir a entrada de um concorrente no País. Agora, a americana ATS recorre ao Cade contra práticas desleais e Arthur Machado, seu CEO no Brasil, parte para a briga

O dono da empresa sem dono

Ao fundir BM&FBovespa e Cetip, Edemir Pinto cria um monopólio e bloqueia as bolsas internacionais

Tecnologia

Não é fácil ser o Uber

Todo mundo quer imitar o modelo de negócios da startup dos carros pretos, mas poucos conseguem sobreviver ou ganhar escala. Saiba o motivo

Dinheiro em AçãoInvestidores

A Gerdau galvanizada

Artigo

Sobre mortadelas e coxinhas

Sugestão para quem quer que presida a República após a conclusão deste processo: governe para todos, não só para seus partidários. Ou o muro continuará