Ciência

Restos humanos revelam antiga migração para a Europa

Restos humanos revelam antiga migração para a Europa

Caverna de Bacho Kiro, na Bulgária, onde foram encontrados os restos humanos de 45.000 anos de antiguidade - AFP/Arquivos

O sequenciamento genético de restos humanos de 45.000 anos de antiguidade revelou uma migração para a Europa e mostrou que as misturas com populações neandertais foram mais comuns do que se acreditava.

Esses restos humanos, que incluem um dente inteiro e fragmentos de ossos, foram encontrados em uma caverna na Bulgária em 2020.

O sequenciamento genético sugere “que pertenciam a uma migração humana moderna na Europa que ainda não se conhecia” na história genética das migrações, segundo um estudo publicado nesta quarta-feira (7) pela revista Nature.

Além disso, constitui uma “prova de que houve uma certa continuidade entre os primeiros humanos modernos na Europa e os homens que viveram mais tarde na Eurásia”, acrescenta o estudo.

São descobertas que “mudam a nossa compreensão inicial das primeiras migrações humanas na Europa”, afirmou Mateja Hajdinjak, pesquisadora do Instituto de Antropologia Evolutiva alemão Max Planck, que dirigiu a pesquisa.

Isso mostra como “a história dos europeus modernos pode ter sido tumultuada na Europa” e que esta pode “ter implicado substituições de populações”, explicou Hajdinjak à AFP.

Os restos, encontrados na caverna Bacho Kiro na Bulgária, mostraram em um primeiro momento que os humanos conviveram com os neandertais na Europa antes do que se pensava.

No entanto, a análise genética dos restos também revelou que esses primeiros humanos e neandertais se reproduziam entre si mais do que se acreditava.

Todos os “indivíduos da caverna Bacho Kiro têm ancestrais neandertais em cinco ou sete gerações anteriores à sua, o que sugere que as misturas entre esses primeiros humanos na Europa e os neandertais eram frequentes”, segundo Hajdinjak.

A primeira evidência dessa mistura surgiu na descoberta de um único indivíduo, chamado Oase 1, de 40.000 anos de idade, na Romênia.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel