Edição nº 1104 18.01 Ver ediçõs anteriores

Resposta instantânea

Peter Altabef, Chairman e CEO Global da Unisys, consultoria e fornecedora de serviços de tecnologia da informação para empresas

Resposta instantânea

Como a tecnologia pode ajudar a melhorar a segurança urbana?
Há problemas que são quase universais. Quando olhamos grandes áreas metropolitanas ao redor do mundo, há sempre um esforço em reduzir o crime, pegar o criminoso e processá-lo. Desenvolvemos um sistema chamado de Investigador digital. Está sendo usado no Reino Unido pela Scotland Yard e em 37 cidades.

Como funciona?
Se você está na rua, você vê um crime, puxa o celular e envia um vídeo da cena para o seu departamento local de polícia. O vídeo é imediatamente cadastrado. Você tem uma evidência em tempo real e um registro da procedência. O sistema ainda identifica a pessoa na imagem, criando um registro dela ou adicionando a um, se este já existir.

A tecnologia atraiu o interesse do setor público?
Um dos efeitos é o aumento dramático de processos criminais com sucesso. Então, no Brasil, estamos falando com alguns municípios e até com o governo federal. E alguns Estados estão interessados, como São Paulo e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal.

(Nota publicada na Edição 1069 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A Amazon quer jogar

A companhia de Jeff Bezos está de olho no mercado de streaming. E isso não significa apenas investir no Prime, o seu serviço de [...]

Ovo popular

A internet é uma caixinha de surpresas. E de bizarrices. A prova mais recente disso foi dada no Instagram. Publicada no dia 4 de [...]

Carga perigosa

Os Correios vão adotar um processo mais rigoroso para o envio de itens eletrônicos por encomendas. A estatal brasileira vai passar a [...]

Era uma casa…

Quarta maior fabricante de smartphones do planeta, a Xiaomi quer ir além das telinhas. Na sexta-feira 11, a gigante chinesa informou [...]

11 milhões

É o número de baterias de iPhones que foram substituídas pela Apple em 2018. Em 2017, foram menos de 2 milhões de componentes trocados (Nota publicada na Edição 1104 da Revista Dinheiro)

Ver mais
X

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.