Edição nº 1074 15.06 Ver ediçõs anteriores

Resposta instantânea

Carlos Netto, CEO e fundador da Matera, empresa que fornece soluções de pagamentos digitais

Resposta instantânea

Como o senhor avalia a evolução da tecnologia de meios de pagamentos digitais no Brasil?
O Brasil está atrasado em relação a outros países, principalmente à China. Talvez por conta da crise econômica. Por enquanto, o que temos por aqui são cartões de crédito digitalizados em carteiras online para pagamentos presenciais ou a distância. Até agora, a única vítima desta revolução foi o plástico.

Grandes empresas do Vale do Silício já investem neste mercado. O que as startups devem fazer para competir contra essas gigantes?
É preciso inovar, resolver um problema que ainda não tenha sido resolvido. O ideal é se aliar a um varejista ou a alguma empresa que já tenha controle de uma grande cadeia de valor. Brigar com companhias já estabelecidas é muito difícil. É preciso dar um uso criativo para as novas tecnologias e, assim, engajar novos consumidores.

Qual a grande tendência do setor para 2018?
Será um ano em que poderemos ver varejistas criando seus próprios sistemas de pagamento e contas digitais. A ideia é que eles consigam obter ganhos financeiros e, principalmente, levar ao mundo físico as melhores práticas do universo digital. Já é algo que está acontecendo no exterior. Na China, Alibaba e Tencent estão em uma enorme disputa pelos varejistas do país. As gigantes já estão apostando no pagamento móvel como o futuro do comércio.

(Nota publicada na Edição 1060 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Bilionários sustentáveis

Duas startups americanas com projetos de desenvolvimento sustentável estão na mira dos principais bilionários do mundo da tecnologia. O [...]

Frase da semana

“Não acredito que todas as cidades nos odeiam. Já pagamos US$ 500 milhões em impostos. Em breve, seremos o maior pagador de impostos de [...]

A era das fintechs

(Nota publicada na Edição 1074 da Revista Dinheiro)

Novela milionária

A batalha judicial entre Apple e Samsung ganhou um novo capítulo na semana passada. A fabricante coreana não aceitou pagar uma multa de US$ 539 milhões por ter infringido patentes registradas pela empresa da maçã que diziam respeito a detalhes do design do iPhone. De acordo com o site americano Law360, a Samsung recorreu da […]

Resposta instantânea

Guilherme Martins, CEO da PlayKids, empresa de streaming de conteúdo infantil
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.