Economia

Renault vai cortar 15.000 postos de trabalho no mundo

Renault vai cortar 15.000 postos de trabalho no mundo

A Renault anunciou que deve cortar 15.000 postos de trabalho no mundo - AFP

A montadora francesa Renault anunciou nesta sexta-feira (29) que vai cortar 15.000 postos de trabalho no mundo, 4.600 deles na França, como parte de um plano de economia de 2 bilhões de euros (2,2 bilhões de dólares) em três anos.

“Este projeto é vital”, declarou a diretora geral Clotilde Delbos, citada em um comunicado. A Renault, que tem excesso de produção a nível mundial, anunciou em fevereiro seu primeiro prejuízo em 10 anos, o que deixou a empresa em uma posição frágil no início da crise provocada pela epidemia do novo coronavírus.

O plano prevê o corte de “quase 4.600” postos de trabalho na França, dos atuais 48.000, e “mais de 10.000” no restante do mundo. Para alcançar a meta, a Renault utilizará “medidas de conversão, mobilidade interna e demissões voluntárias”.

No total, a montadora espera demitir quase 8% de seus funcionários no mundo (180.000).

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança