Economia

Reino Unido pode pagar US$ 2,11 bi à UE por fraude em importações da China

O Reino Unido enfrenta uma potencial multa de 2 bilhões de euros (US$ 2,11 bilhões) à União Europeia por não cobrar taxas aduaneiras suficientes sobre os produtos da China. A novidade vem no momento em que a premiê britânica, Theresa May, prepara-se para iniciar as negociações para a saída do pais do bloco.

O escritório antifraudes da UE (OLAF, na sigla em inglês) afirmou que o Reino Unido não adotou medidas suficientes para interromper a fraude e que o país deve ter de pagar 2 bilhões de euros em receita perdida para o bloco. A agência antifraudes afirmou que houve repetidas advertências a Londres para endurecer os esforços aduaneiros no caso.

A OLAF afirmou que enviou a recomendação à Comissão Europeia, braço executivo da UE. A investigação examinou importações realizadas entre 2013 e 2016, que envolveriam um “grande padrão de fraude tributária”. Importações chinesas de têxteis e sapatos receberam “um valor falsamente baixo” durante as declarações aduaneiras. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?