Economia

Reforma tributária: corte nos benefícios fiscais pode chegar a R$ 70 bilhões

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

A proposta de reforma tributária proposta pelo ministro Paulo Guedes deve gerar aumento da carga tributária para alguns setores, mas tende a diminuir distorções econômicas (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

O projeto de reforma tributária que tramita no Congresso Nacional, e vai criar a Contribuição sobre Operações com Bens e Serviços (CBS), prevê desarticular parcela dos R$ 320 bilhões concedidos em forma de benefícios fiscais a grupos econômicos no Brasil.

A ideia do projeto elaborado pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, é cortar R$ 70 bilhões em incentivos, algo em torno de 1% do PIB brasileiro. A reforma do sistema tributário acontecerá em etapas, sendo a primeira a substituição dos tributos de PIS e Cofins pela CBS, fixada em alíquota de 12%.

+ Reforma tributária: OAB quer alíquota escalonada para profissionais liberais
+ Reforma não é adequada, afirma presidente do Itaú
+ Sistema atual é uma manicômio tributário, diz Guedes

Segundo um levantamento feito pelo jornal Folha de São Paulo, a CBS vai seguir atendendo alguns setores econômicos considerados mais sensíveis ao aumento de uma carga tributária repentina.

Nesse sentido, vai manter benefícios na tributação de micro e pequenas empresas pelo Simples Nacional, algo em torno de R$ 28,3 bilhões, na cesta básica, com R$ 16 bilhões, e na Zona Franca de Manaus, com R$ 9,6 bilhões em incentivos.

Com as reduções, o corte deve sair dos 4,2% de comprometimento do PIB em reduções fiscais para 2% em dez anos. Essa seria uma forma de reduzir as distorções geradas com as isenções e benefícios, tidas como desreguladas e que beneficiam alguns grupos em detrimento de outros.

Alguns economistas acreditam que o fim desses benefícios pode gerar um aumento de carga tributária para os setores atingidos, mas tende a ser positivo quando propõe horizontalizar o pagamento de impostos pelos agentes econômicos.

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?