Política

Reforma da Previdência teria apoio de 149 deputados se fosse votada hoje, segundo o Atlas Político

Levantamento mostra que atualmente há 220 indecisos sobre o projeto. O governo teria que convencer 159 destes deputados para conseguir a aprovação

Reforma da Previdência teria apoio de 149 deputados se fosse votada hoje, segundo o Atlas Político

Segundo levantamento do Atlas Político, realizado em parceria com o Valor Econômico, se a reforma da Previdência fosse votada hoje no Congresso Nacional, teria apoio de pelo menos 149 deputados, pouco menos da metade necessária para a aprovação (308 votos). O estudo aponta que 95 parlamentares apoiam o texto integralmente enquanto outros 54 concordam com a proposta com ressalvas em relação a alguns pontos.

O levantamento calculou que há 144 deputados decididamente contra o projeto. Estes, somados aos que já se decidiram a favor, deixam um total de 220 deputados ainda em disputa. Para a aprovação, a base aliada do governo Bolsonaro precisaria cooptar 159 dos indecisos para aprovar o texto da reforma, com exceção dos destaques que são votações separadas de trechos específicos.

Hoje, as duas maiores bancadas do Congresso se dividem em polos opostos em relação a medida. Enquanto a maior (do PT, com 54 parlamentares) está contra a reforma da Previdência, a segundo maior (o PSL, com 52 membros) é do próprio partido do presidente. Atualmente o único partido que defende integralmente a proposta é o Novo, com oito membros na Câmara.