Economia

Refino de petróleo e metalurgia puxaram IPP de janeiro, mostra IBGE

A alta nos preços nas atividades de refino de petróleo, metalurgia e impressão puxaram a inflação da indústria na passagem de dezembro para janeiro. O Índice de Preços ao Produtor (IPP) subiu 0,35% no primeiro mês do ano, contra 1,29% em dezembro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre as 24 atividades pesquisadas, dez apresentaram reajustes na porta de fábrica. As maiores altas se deram nas seguintes atividades industriais: refino de petróleo e produtos de álcool (5,54%, pico da série iniciada em janeiro de 2010), metalurgia (3,28%) e impressão (3,22%). Já o fumo teve a maior variação negativa (-3,47%).

Em termos de influência para a formação do IPP, os destaques foram refino de petróleo e produtos de álcool (0,56 ponto porcentual), alimentos (-0,48 ponto porcentual), metalurgia (0,24 ponto porcentual) e outros produtos químicos (0,14 ponto porcentual).

Os preços dos alimentos tiveram variação média de -2,23% na passagem de dezembro para janeiro, primeiro resultado negativo desde agosto do ano passado (-0,69%). O IBGE destaca a apreciação de pouco mais de 4,5% do real frente ao dólar, a safra (de açúcar e soja) e a retração da demanda como fatores que levaram a esse resultado.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel