Economia

Rede de fast food 100% robotizada chega ao Brasil

Crédito: Divulgação - Bionicook

O consumidor faz seu pedido em uma tela digital touch screen e, após o pagamento, o robô inicia o preparo; são 18 opções de lanches e 15 de bebidas (Crédito: Divulgação - Bionicook)



No atual cenário causado pela pandemia da covid-19, inúmeras iniciativas que evitam o risco de propagação do vírus vêm ganhando força no mercado e sendo muito bem recebidos pela população, que tem se adaptado aos protocolos de menor contato humano possível.

É neste contexto que a Bionicook, primeira rede de fast food robotizada, com atendimento e preparação de lanches sem a intervenção humana, chega ao Brasil. A loja do Aeroporto de Guarulhos será inaugurada, no Terminal 2, na primeira quinzena de abril.

+ Robôs suíços usam luz ultravioleta para desinfetar aviões

O projeto teve início em 2014, com a operação de um modelo convencional de atendimento. No entanto, o empresário de Caxias do Sul (RS), Fabio Rezler. sentiu a necessidade de oferecer algo diferente ao mercado.




“Nós iniciamos com atendimento tradicional, como todos os fast foods, mas no decorrer do tempo percebemos que seríamos apenas mais um no mercado e isso me incomodava. Devíamos fazer algo surpreendente, algo que pudesse trazer alguma experiência de consumo incomparável, sem perder o foco naquilo que é essencial, um lanche rápido e de alta qualidade sempre. Precisava ser muito atraente ao consumidor e aos investidores”, conta.

O conceito inicial priorizava o modelo de franquias como modelo de expansão, mas isso também sofreu uma inovação e a Bionicook passou a adotar o modelo de lojas próprias dando foco no maior rendimento aos investidores.

Na loja robotizada, o consumidor faz seu pedido por meio de uma tela digital touch screen e, imediatamente após a confirmação do pagamento, o robô inicia o preparo. Ao todo, são 18 opções de lanches e 15 de bebidas, o preparo é imediato e sem a intervenção humana.