Dinheiro em Ação

Recuperação judicial da Brasil Pharma em xeque

Recuperação judicial da Brasil Pharma em xeque

Papéis avulsos

O plano de recuperação judicial da Brasil Pharma, aprovado por assembleia geral em 27 de setembro, começou a ser contestado. A Hypera entrou com recurso na Justiça de São Paulo pedindo a suspensão do acordo. A companhia aponta falta de clareza no plano, especialmente sobre a potencial inviabilidade da manutenção das redes. Outra reclamação são cláusulas “absolutamente abusivas e ilegais, sem condição de serem submetidas à votação”. Outras companhias credoras, como Procter & Gamble e Banco do Brasil, que também votaram contra, destacaram na ata da votação que identificaram “ilegalidades” no projeto e também colocaram em xeque a sua viabilidade de maneira geral. A dívida é de R$ 1,2 bilhão. O controlador da empresa é o empresário Paulo Remy, que comprou a operação já em dificuldade financeira no ano passado, do BTG, pelo valor simbólico de R$ 1 mil.

 

Saúde

Qualicorp quer se reconciliar com acionistas

No começo do mês, a Qualicorp firmou um acordo de não competição com o seu fundador e acionista José Seripieri Filho, no qual ele receberá R$ 150 milhões para não criar negócios concorrentes nos próximos seis anos. Os acionistas, inclusive os minoritários, reprovaram o fato de o acordo ter sido assinado a portas fechadas, e os papéis caíram mais quase 30%. Para contornar a situação, a empresa informou, na semana passada, que Seripieri Filho vai usar o dinheiro do acordo para adquirir no curto prazo ações da companhia. A Qualicorp também se comprometeu a submeter à discussão e aprovação da assembleia qualquer novo entendimento. As ações desvalorizam 55% no ano.

 

Bancos

Itaú indica Roberto Setubal e João Moreira Salles para conselho da XP

O Itaú Unibanco, que tem 49,9% da XP investimentos, indicou Roberto Setubal e João Moreira Salles para ocupar os dois assentos que tem direito no conselho de administração da empresa fundada por Guilherme Benchimol. Os representantes do Itaú terão poder de veto em questões estratégicas como aquisições propostas pela corretora. Em um entendimento com o Banco Central para fomentar a concorrência no setor, o Itaú assumiu o compromisso de não adquirir o controle acionário da XP nos próximos oito anos.

 

Touro x Urso

A vantagem de Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno da eleição elevou o apetite ao risco dos investidores. No pregão de segunda-feira 8, o índice fechou em alta de 4,82%, aos 86.292 pontos. No entanto, o clima de aversão ao risco nas bolsas externas refletiu por aqui e o movimento vendedor prevaleceu nos dois próximos pregões. Até quarta-feira, o Ibovespa diminuiu a alta da semana para 1,65%. No ano, a valorização é de 9,5%.

 

Destaque no pregão

Céu aberto para a Gol

A ação da Gol foi uma das mais beneficiadas com a euforia do mercado por conta da eleição. A expectativa pela vitória de um candidato adepto às reformas derrubou a cotação do dólar que, até quarta-feira 10, caia 8,33% em outubro. No mesmo período, o papel da companhia aérea disparou 22%, cotado a R$ 13,30. No entanto, a alta ainda não zera as perdas dos papéis da Gol no ano, que são de 8,9%. O otimismo dos investidores tem motivo: hoje cerca de metade dos custos da empresa são atrelados ao dólar. A maior parte desse montante é direcionado para a compra do querosene de aviação. No terceiro trimetre, no entanto, a apreciação da moeda americana derrubou a margem operacional da companhia presidida por Paulo Kakinoff em 7 pontos percentuais, para o intervalo de 5% e 5,5%. A empresa reportou, também, redução de 11%, na oferta de assentos domésticos no período na comparação anual.

Palavra do analista:
De acordo com Sandra Peres, analista da Coinvalores, o destaque positivo da empresa na prévia operacional foi avanço de 8% no volume de cargas transportado. “Se o combustível é um dos vilões do trimestre, por outro lado, a Gol estima uma redução de 2,5% no restante dos custos”

 

E-commerce

Netshoes muda para ter agilidade

O e-commerce de artigos esportivos Netshoes, presidido por Marcio Kumruian, promoveu na semana passada mudanças na área de logística em busca de ganho operacional. O objetivo é diminuir em até dois dias úteis o prazo de entrega dos produtos. Os centro de distribuição de Minas Gerais e Pernambuco irão concentrar as operações da Netshoes e das marcas licenciadas Kappa, Olympikus e Puma. Já as marcas de moda Zattini Shoestock e Free Lace passam a operar somente nos centros da região metropolitana de São Paulo, localizado em Barueri.

 

 

Mercado em números

PETROBRAS
R$ 2 bilhões – É o valor da nova linha de empréstimo do Banco do Brasil contratado pela estatal em 5 de outubro

INEPAR
R$ 1,15 bilhão – É quanto a companhia, em recuperação judicial, converteu do seu passivo em ações e debêntures na semana passada

JBS
R$ 45 milhões – É o montante que o frigorífico investiu para ampliar a capacidade de abates em Minas Gerais

UNIDAS
3 milhões – É o montante de ações que a locadora de carros aprovou para recompra nos próximos 18 meses

AZUL
11,7% – Foi o aumento da demanda de assentos em voos domésticos da companhia aérea no terceiro trimestre