Edição nº 1083 17.08 Ver ediçõs anteriores

Reciclagem em alta escala

Reciclagem em alta escala

A multinacional do agronegócio Bunge coletou e reciclou 5,3 milhões de litros de óleo vegetal, por meio do seu programa Soya Recicla, desde o seu início, em 2006. O projeto conta com 2.835 pontos de coleta em escolas, rede de varejo, hospitais, parques e condomínios, em 114 cidades brasileiras. Ao todo, 4,8 milhões de litros foram destinados à produção de biodiesel. O Soya Recicla conta com a parceria da Ultragaz, responsável por reciclar 4 milhões de embalagens do óleo de soja, o equivalente a
80 toneladas de plástico.

(Nota publicada na Edição 1073 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A derrota da Monsanto

Quando anunciou a aquisição da americana Monsanto, em 23 de maio de 2016, a alemã Bayer se tornou um dos principais alvos de denúncia [...]

O drone do plástico

A organização inglesa The Plastic Tide (A Maré Plástica) está mapeando a quantidade de lixo encontrada nos oceanos para buscar formas de minimizar os seus impactos. Para fazer isso está utilizando um drone Phantom 4, da empresa chinesa DJI, adaptado com inteligência artificial, que captura imagens e classifica objetos recolhidos. A ONG estima que a […]

Sempre teremos fumaça

Nas capitais europeias, assim como em diversas grandes cidades do mundo, passear pela rua equivale a fumar diversos cigarros. Segundo [...]

Greenpeace X Temer

A ONG Greenpeace afirmou que o governo brasileiro não cumpriu a meta de redução de desmatamento de 80% na Amazônia para diminuir o [...]

Ecologia na rede

O Mercado Livre promoveu, neste ano, a maior edição da Ecofriday, campanha para promover produtos de consumo sustentável. Entre os dias [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.