Estilo

Reabertura dos EUA conecta brasileiros com Miami

Reabertura dos EUA conecta brasileiros com Miami

Antes que a pandemia fechasse as fronteiras dos Estados Unidos para estrangeiros, o Brasil era o maior emissor de turistas para Miami, na Flórida. Com a reabertura decretada pelo governo Joe Biden no dia 7 de novembro, a enorme rede hoteleira da cidade já prevê que os brasileiros voltem a dominar as atrações locais. “Temos visto um incremento nas solicitações para os Estados Unidos e Miami é um dos destinos mais requisitados,” disse a vice-presidente de vendas para América Latina da Preferred Hotels, Simone Mariote.

A assinatura da rede está em hotéis de praia, caso do Ritz-Carlton South Beach (diárias para casal a partir de US$ 910), que passou por uma reforma de U$ 90 milhões, e do clássico Biltmore (diárias para casal a partir de US$ 358), na badalada Coral Gables.

Há também um endereço para quem prefere o centro da cidade: o East Miami (diárias para casal a partir de US$ 355), em Brickell, distrito comercial e sede de um enorme shopping center ao ar livre. Informações e reservas: www.preferredhotels.com.

(Nota publicada na edição 1249 da Revista Dinheiro)