Política

Raquel: estou à disposição para recondução, mas não me movimento para isso

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou nesta sexta-feira, 7, que está à disposição para ser reconduzida ao cargo que ocupa, para um novo mandato de dois anos. No entanto, disse que não tem se articulado internamente para isso.

“Estou à disposição da minha instituição e do País para uma eventual recondução ao cargo, mas não sei se isso vai acontecer”, disse, antes de participar de evento do Ministério Público em São Paulo. Em seguida, após ter sido questionado pela imprensa sobre se tem trabalhado para ser reconduzida, afirmou que tem se mantido “sem fazer nenhuma movimentação nessa linha”.

Raquel conclui o seu mandato de dois anos em setembro deste ano, quando o presidente da República deverá indicar o próximo ocupante do cargo. Tradicionalmente, o presidente indica um dos três mais votados em eleição organizada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).