TV DINHEIRO

“Queremos democratizar o acesso aos benefícios também para micro e pequenas empresas”, diz presidente da Alelo

No programa MOEDA FORTE desta semana, Carlos Sambrana, diretor de redação da ISTOÉ DINHEIRO, recebe Raul Moreira, presidente da Alelo. A gigante da área de benefícios controlada pelo Bradesco e pelo Banco do Brasil conta com 100 mil clientes e seus serviços de pagamentos são aceitos em mais de 500 mil estabelecimentos. No Brasil, os seus oito milhões de usuários fazem um total de 55 milhões de pagamentos todos os meses. Em 2017, a companhia movimentou R$ 30 bilhões. Agora, com as novas leis trabalhistas, que mudaram completamente o setor de benefícios, a meta é triplicar esse valor em até seis anos.

Neste primeiro bloco, ele fala sobre a estratégia de expansão da empresa. De acordo com o executivo, a Alelo continuou a investir no aumento de estabelecimentos credenciados e intensificou a estratégia de interiorização. “Vamos chegar em 100% dos municípios brasileiros no ano que vem”, diz. Outra aposta da companhia foi a diversificação de produtos. Segundo Moreira, 30% do portfólio da empresa já é de outras formas de assistência como saúde e premiação corporativa. “Há uma perspectiva muito grande de crescimento do setor de benefícios no mercado brasileiro”, afirma.

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?