Finanças

Quer investir em 2021? Veja como escolher uma opção no seu perfil

Crédito: Pixabay

Os especialistas destacam que o primeiro passo para isso é entender o seu perfil de investidor (Crédito: Pixabay)

Está pensando em se aventurar no mercado de investimentos em 2021? Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, o setor teve prejuízos em 2020. No entanto, com o início da imunização da população mundial, o mercado está mais otimista para este ano.

Os especialistas destacam que o primeiro passo para isso é entender o seu perfil de investidor. Questões como risco, objetivo, tolerância a perdas, prazo de investimento, reservas financeiras e previdência complementar são importantes nessa avaliação.

Para o assessor da VERK Investimentos, Pedro Marcelo Garcia, escritório contratado pelo BTG Pactual no Nordeste, em 2021, os investimentos para aqueles que procuram estabilidade, com um perfil conservador, são os títulos pós-fixados como o CDB, LCA, LCI, entre outros de renda fixa.

+ Saiba os tipos de golpes e fraudes no PIX e aprenda a evitá-los

Já para os investidores com mais apetite ao risco, o assessor recomenda o fundo de investimento em participações FIP Endurance Debt, que projetam rendimento de Índice de preços no consumidor (IPCA) +8.75% a.a, livre de imposto de renda.

Fundo de investimentos

Os fundos de investimentos são ótimas opções para quem deseja investir no mercado financeiro de forma diversificada, além de ter a vantagem de poder escolher um gestor para a tarefa de comprar e vender ativos. A especialista em investimentos e sócia da 051 Capital, Laura Bartelle, ressalta três pontos para esse tipo de mercado:

1 – Verifique a lâmina do fundo

Laura explica que é preciso acessar o site da gestora e procurar pela lâmina, uma apresentação que traz diversas informações relevantes sobre a empresa. Entre os dados estão o tempo de atuação da casa e de atuação do gestor do fundo, além da rentabilidade dos últimos anos, composição da carteira e nível de risco do fundo.

2 – Estude o gestor

Outro ponto é ler também sobre a história do gestor do fundo. O que o gestor estava fazendo antes de administrar esse fundo? Quais outros fundos geriu? Ele tem ampla experiência? Estudar bem o perfil de quem irá administrar o seu dinheiro é tão importante quanto escolher o fundo, segundo a especialista.

3 – Invista sempre, sem pressa e sem pausa

De acordo com Laura, é importante entender que investir é um processo. “A melhor hora de começar é sempre, pois o mercado é ascendente no longo prazo. Sem pressa porque pode vir uma crise e estes são os piores momentos para resgatar. E sem pausa, pois sempre que vem uma crise as ações caem e geram oportunidades para você comprar bons negócios a preços mais atrativos”, finaliza.

Erros

No processo de começar a investir também é normal cometer alguns erros. O investidor profissional Rodrigo Cohen elencou os três erros, chamados de 3M’s, mais frequentes que podem fazer até os investidores mais experientes perderem muito dinheiro.

1 – Method (Método)

Entre os métodos utilizados no mercado financeiro, um dos mais conhecidos é o Day Trade, conhecido como especulação. O investidor acompanha as transações do dia para saber se determinada ação pode crescer, obtendo vantagens das oscilações de preço. Para quem não tem muita experiência no setor, Cohen alerta que investir pouco dinheiro pode ser a melhor opção. 

2 – Money (Manejo de risco)

O especialista destaca este como um dos pilares mais importantes. Pensando no método escolhido para investir e no capital, é fundamental que o investidor determine e limite qual porção será colocada a risco em cada operação. “Fazer o gerenciamento de risco para minimizar as perdas e conservar os ganhos é a melhor forma de ganhar dinheiro a longo prazo”, afirma.

3 – Mindset (Mente)

Cohen termina explicando que ter um bom método e um bom gerenciamento de risco não são suficientes para o sucesso se o investidor não tiver tranquilidade na hora de operar. “É necessário compreender os mecanismos e criar um sistema de condicionamento mental para se livrar ou, pelo menos, saber lidar com as emoções que podem colocar os investimentos em risco”, conclui.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel