Giro

Queiroga anuncia no Twitter dose de reforço para profissionais da saúde

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta sexta-feira, 24, em seu Twitter a aplicação de doses de reforço de vacinas contra a covid-19 em profissionais da saúde. De acordo com o ministro, a Pfizer deve ser o imunizante preferencial para esse caso e a dose de reforço deverá ser aplicada a partir de seis meses após as duas primeiras doses.



“Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa já é a maior campanha de vacinação da história do Brasil. Brasil unido por uma #PátriaVacinada”, publicou Queiroga na rede social, sem deixar claro, porém, quais outros imunizantes podem ser utilizados na falta de Pfizer.

Hoje, o ministério da Saúde já orienta a dose de reforço para idosos acima de 70 anos, também com Pfizer. Contudo, Estados como São Paulo têm utilizado também a Coronavac para esses casos.

Queiroga cumpre isolamento em Nova York após testar positivo para a Covid-19, na terça-feira.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022




Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto