Economia

Queimadas no RJ desligam quatro linhas de Furnas, quatro vezes mais que em 2019

Furnas, subsidiária da Eletrobras, informou nesta quarta-feira, 26, que este ano já registrou quatro desligamentos em linhas de transmissão por conta de queimadas no estado do Rio de Janeiro, quatro vezes mais do que no ano passado. Segundo a empresa, porém, não houve interrupção de energia ao consumidor final.

“As queimadas, além de crime ambiental, podem provocar o desligamento de linhas de transmissão, pois a fumaça e fuligem produzidas reduzem a capacidade de isolamento natural do ar, podendo resultar na abertura de arco elétrico dos cabos condutores para o solo e, consequentemente, no desligamento da linha”, ressaltou em nota Ricardo Abdo, gerente de linhas de transmissão de Furnas, lembrando que a falta de energia pode impactar diretamente hospitais e serviços essenciais, “o que é ainda mais preocupante em tempos de pandemia da covid-19”, explica.

Furnas afirmou que realiza regularmente campanhas de esclarecimento junto à população para prevenção contra queimadas, visando conscientizá-la do risco e reduzir tais ocorrências, prejudiciais ao meio ambiente, à saúde das pessoas e, também, ao sistema elétrico.

“Queimadas de grande porte, quando identificadas pela empresa, são informadas ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para que sejam tomadas as medidas operativas adequadas e necessária”, informou a empresa.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?