Economia

Queda do PIB coloca Brasil na 26ª posição em ranking de 33 países da Austin Rating

Crédito: Pixabay

PIB brasileiro registrou dois trimestres seguidos de retração (Crédito: Pixabay)

A queda de 0,1% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre de 2021 comparado ao segundo trimestre do ano levou o Brasil para a 26ª posição no ranking de 33 países da agência classificadora de risco Austin Rating. Com isso, o País ficou bem atrás de outros sul-americanos como forte crescimento, como Colômbia (5,7%), Chile (4,9%) e Peru (3,6%).

Em um trimestre de elevado preço do barril de petróleo, a Arábia Saudita (expansão de 5,8%) aparece na liderança do ranking.



+PIB recua 0,1% no 3º trimestre, e Brasil entra em recessão técnica

Os Estados Unidos estão na décima posição, com crescimento de 2,1%.

A China está apenas na 21ª posição, com avanço de 0,8%.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



As variações consideram a taxa do terceiro trimestre frente aos três meses imediatamente anteriores.

No ranking da agência Austin Rating divulgado em setembro, referente ao segundo trimestre, o Brasil ocupava a 28ª posição numa lista maior, de 44 países.