Economia

Queda da arrecadação deve se manter em SP mesmo com abertura, diz Meirelles

O secretário da Fazenda do Estado de São Paulo, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira, 29, que, mesmo após a reabertura de setores da atividade econômica anunciada pelo governo paulista para junho, a queda da arrecadação de impostos decorrente da crise econômica provocada pelo novo coronavírus deve se manter.

Isso porque, segundo o ex-ministro da Fazenda, o “grande efeito” sobre a economia vem da pandemia, e não das medidas de isolamento estabelecidas para combatê-la.

Ele apontou que “mais de 74%” das empresas do Estado e do Produto Interno Bruto (PIB) “não sofreram restrições importantes por causa da quarentena”.

“A abertura (da atividade econômica em municípios paulistas) é importante para não prejudicar alguns setores da população e melhorar a qualidade de serviços. Mas isso não vai alterar de forma importante a atividade econômica ou a arrecadação”, explicou o secretário. “Tudo isso leva em conta uma abertura cuidadosa e inteligente, mas isso não vai resolver o problema da crise.”

Meirelles disse ainda ter a expectativa de que o PIB brasileiro sofra retração de 6% “ou mais” em 2020.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago