Economia

Quatro maiores bancos com capital aberto lucram R$ 13,7 bilhões no primeiro trimestre

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

O Santander teve o melhor resultado, com lucro líquido consolidado de R$ 3,77 bilhões, entre janeiro e março, seguindo por pelo Itau Unibanco, com R$ 3,40 bilhões, Bradesco, com R$ 3,38 bilhões, e Banco do Brasil, com R$ 3,2 bilhões (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Os quatro maiores bancos com capital aberto no País registraram lucro líquido consolidado no primeiro trimestre de 2020 de R$ 13,7 bilhões. Este é o menor montante desde o terceiro trimestre de 2017. Na época, Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander lucraram R$ 13,5 bilhões.

O Santander teve o melhor resultado, com lucro líquido consolidado de R$ 3,77 bilhões, entre janeiro e março, seguindo por pelo Itau Unibanco, com R$ 3,40 bilhões, Bradesco, com R$ 3,38 bilhões, e Banco do Brasil, com R$ 3,2 bilhões.

+ Bancos aumentam reservas para o caso de inadimplência
+ CMN libera capital de bancos pequenos e injeta R$ 1,3 bi na economia
+ Bancos possuem capacidade para enfrentar situações de estresse, mostra BC 

As informações são de levantamento realizado pela consultoria Economatica. Os valores são todos nominais, ou seja, sem aplicação da correção pela inflação.



A receita dos quatro bancos com intermediação financeira no período atingiu R$ 180,3 bilhões. É o maior resultado desde o terceiro trimestre de 2015, quando as instituições financeiras registraram R$ 172,9 bilhões. Em relação a igual período do ano anterior, a expansão foi de 46,18%.

Em provisionamento de devedores duvidosos, os quatro bancos somaram R$ 28,38 bilhões no primeiro trimestre. Trata-se de uma reserva que as empresas fazem para cobrir a inadimplência do período, ou seja, as dívidas de clientes que não pagaram suas obrigações em dia com as instituições.

Segundo o levantamento da Economatica, o Itau Unibanco lidera neste quesito com R$ 10,8 bilhões, seguido pelo Bradesco, com R$ 7,3 bilhões, Banco do Brasil, com R$ 6,6 bilhões, e Santander com R$ 3,5 bilhões, único a reduzir o valor em relação ao trimestre imediatamente anterior.

 

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago