Edição nº 1057 16.02 Ver ediçõs anteriores

Quando o imponderável vira norma

Quando o imponderável vira norma

Nas últimas semanas, o mundo assistiu atônito alguns dos mais poderosos eventos naturais já registrados. Houston, a capital do Texas, nos Estados Unidos, ficou embaixo d’água após a passagem do furacão Harvey. Sessenta pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas. Na Índia, em Bangladesh e no Nepal, as chuvas de monções causaram inundações catastróficas e a morte de mil pessoas e o desalojamento de milhões. No Oceano Atlântico, foi registrado o furacão mais potente de todos os tempos, o Irma. A pergunta que surge é se estamos diante dos efeitos perversos das mudanças climáticas. E a resposta é sim, estamos.

“Mudanças climáticas não causam eventos extremos. Elas os amplificam”, afirmam as cientistas Katharine Mach e Miyuki Hino, pesquisadoras da universidade de Stanford, nos EUA. Em artigo publicado no jornal The New York Times, elas resumem a situação. Uma atmosfera mais quente armazena mais água, aumentando o potencial para tempestades. Essas grandes chuvas acontecem sobre oceanos com níveis mais elevados, gerando maior risco de inundações. Já os furacões são potencializados pela temperatura mais alta das águas dos mares. “Eventos sem precedentes são, cada vez mais, o padrão”, afirmam as cientistas.

(Nota publicada na Edição 1035 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A força da vitamina c

As vendas de suco de laranja nos Estados Unidos, maior mercado mundial do produto, registravam quedas consecutivas há cinco anos. Então [...]

Vitória quilombola

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a validade do decreto que regulamenta a demarcação de terras quilombolas. Foi uma grande [...]

Carnaval biodegradável

A empresa Fulpel Group, fabricante de embalagens biodegradáveis, forneceu 100 mil copos para a Pernod Ricard, dona das marcas Absolut, de vodka, e Ballantine’s, de uísque. Os recipientes foram utilizados nos camarotes da empresa no carnaval da Bahia. Com isso, evitou-se que 266 quilos de plástico fossem para o meio ambiente. (Nota publicada na Edição […]

O valor da árvore

A indústria brasileira de base florestal, que inclui os setores de celulose e madeira, fechou 2017 com um saldo positivo de US$ 7,5 [...]

Chile contra a obesidade

O governo chileno está colocando em prática aquela que é considerada a mais rigorosa legislação contra os alimentos que engordam. A [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.