Negócios

Qantas anuncia testes para voo comercial mais longo da história

A rota de 19 horas levará apenas 40 pessoas, incluindo a tripulação e uma equipe de pesquisadores, e servirá para avaliar a saúde e condições dos passageiros durante o longo trajeto

Qantas anuncia testes para voo comercial mais longo da história

Os testes serão feito com um 787-9 da Boeing, mas a companhia australiana não descarta usar aviões da concorrente Airbus futuramente

A aérea australiana Qantas anunciou nesta quinta-feira (22) o início dos testes de um voo de 19 horas de duração, o mais longo do mundo, de Londres e Nova York para Sydney. A rota levará apenas 40 pessoas, incluindo a tripulação e uma equipe de pesquisadores, e servirá para avaliar a saúde e condições dos passageiros durante o longo trajeto.

A companhia prevê três voos de testes para analisar os passageiros e espera que a rota seja oficializada até 2022. Segundo o CEO da Qantas, Alan Joyce, o novo trajeto representa a quebra de uma fronteira na aviação civil.

“É realmente a primeira vez que uma companhia aérea comercial voa de Nova York para Sydney sem escalas”, afirmou. “Isso nos permite testar o gerenciamento do risco de fadiga, o impacto em clientes e funcionários e nos permite ajudar a desenvolver essas operações”.

Os testes serão feito com um 787-9 da Boeing, mas a companhia australiana não descarta usar aviões da concorrente Airbus futuramente. Segundo a Qantas, a decisão deve ser oficializada até o fim deste ano.

Atualmente o voo mais longo sem escalas é oferecido pela Singapore Airlines, na rota Nova York – Singapura, de aproximadamente 18 horas e 45 minutos. As operações iniciaram em maio do ano passado.