Edição nº 1112 15.03 Ver ediçõs anteriores

Província chinesa veta carros a combustão

Província chinesa veta carros a combustão

A província chinesa de Hainan decidiu adotar uma agenda de desenvolvimento sustentável. Apenas uma semana após determinar a proibição de plásticos de uso único, ela lançou um plano para incentivar a venda de carros elétricos. A partir de 2030, será proibida a comercialização de veículos equipados com motores a combustão na província. O governo de Hainan espera ter resultados imediatos: 30 mil novos veículos elétricos nas estradas e pelo menos 28 mil estações de recarga em operação até o fim de 2020. Outras províncias do país, como Shenzen, também anunciaram propostas similares para reduzir as emissões de poluentes na atmosfera nos últimos meses.

(Nota publicada na Edição 1112 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Sinal verde para a moda brasileira

De olho nos consumidores mais preocupados com a origem dos produtos, as principais varejistas de moda estão em rápida transformação. A [...]

A generosidade da Monte Bravo

A assessoria de investimentos Monte Bravo decidiu ajudar a combater o desperdício de comida no País. Em setembro de 2018, a empresa criou a campanha 50k=1kg para fomentar a doação de alimentos. A cada novo aporte de R$ 50 mil em aplicações, a Monte Bravo viabiliza a doação de 1 kg de produtos alimentícios por […]

Deficientes auditivos sentem a vibração do Bloco da Anitta

Considerada a grande musa do Carnaval 2019, a cantora Anitta levou um público diferente para acompanhar as últimas apresentações do [...]

As abelhas estão sumindo (e a culpa é dos agrotóxicos)

As abelhas estão sumindo. Segundo um estudo realizado pela Agência Pública e pela ONG Repórter Brasil, mais de 500 milhões de abelhas [...]

Saúde é o que interessa

As mudanças nos hábitos de consumo fazem com que marcas consagradas busquem alternativas mais saudáveis para continuarem relevantes nas [...]
Ver mais
X

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.