Geral

Protesto em frente ao MEC termina com pelo menos quatro pessoas presas

Um protesto de estudantes da Universidade de Brasília (UnB) em frente ao Ministério da Educação (MEC) terminou em confronto com a Polícia Militar nesta quinta-feira, 26. Pelo menos quatro pessoas foram detidas.

A cavalaria da PM foi acionada e foram usadas balas de borracha e bombas de gás para dispersar o grupo de cerca de 40 estudantes. Segundo o órgão, “os manifestantes fizeram uma linha e foram para cima dos policiais com escudos feitos de tapume, pedras e paus”.

Esta é a segunda vez no mês que uma manifestação de alunos da UnB termina com detidos. No último dia 10, três foram detidos. A comunidade acadêmica tem protestado contra a crise financeira que a universidade enfrenta. A reitoria da universidade está ocupada.

Em nota, associações de estudantes consideraram que houve uma “repressão desproporcional” ao ato. “Não nos deixaram nem ficar em frente ao MEC. Após menos de 5 minutos que estávamos lá, sem que os estudantes e trabalhadores fizessem nada, a cavalaria partiu pra cima dos manifestantes tacando bombas de gás e tiros de balas de borracha”, diz o texto.



Também em nota, o MEC afirmou que “respeita e considera legítimo o direito de manifestação em uma nação democrática como o Brasil”, desde que “esse direito não pode ferir o direito de ir e vir das pessoas e nem causar prejuízos ao patrimônio público e à prestação de serviço à sociedade”. O ministério também disse que tem “mantido diálogo aberto e direto com os estudantes e com toda a sociedade sobre a situação da UnB”.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

Tópicos

alunos MEC protesto UnB